Se tem um assunto que desperta a curiosidade de héteros e de gays, é a orientação homossexual das celebridades. Acho porque se o cara tá fazendo sucesso na mídia é consequência do seu brilho, do seu talento ou de algum trabalho legal. Ele não estaria ali só por ser gay, negro, branco ou amarelo.
Entre os héteros, os comentários dão uma conotação de desmerecimento. Voce viu o fulano de tal? O cara tá no maior sucesso. Mas eu já li que é gay! ^^
Esse "MAS" é típico. Vem sempre seguido de uma observação que, sob a ótica do emissor da mensagem, irá aviltar a imagem da pessoa. Seria ótimo se a informação terminasse sem este comentário desnecessário.
Entre os gays, o foco é outro. Se o cara é assumido, ótimo. A biba é poderosa. Caso contrário, se a homossexualidade for especulada, mas nao declarada, a celebridade poderá ser antipatizada por todos (héteros e gays).
Mas, não estou eu aqui falando novidade sobre a natureza humana. É assim desde que o mundo é mundo e assim será. Então, deixemos de lado as enrustidas e passemos para algumas estrelas que tiveram ou não problemas ao assumir, em algum momento, a sua homossexualidade.
A lista abaixo não é extensa, mas reúne celebridades ou personalidades de épocas e estilos diferentes. Seria interessante algum leitor comentar sobre outros gays assumidos e de grande notoriedade. Vamos lá.

1. George Michael - Depois de ter sido perseguido pela mídia entre as décadas de 1980/1990, por causa dos rumores sobre a sua sexualidade, o cantor assumiu públicamente alguns affairs, inclusive com um brasileiro. As últimas notícias mostram que o popstar está com problemas físicos e mentais, em consequência do uso de drogas.

2. Jodie Foster - Eu nunca li uma declaração da atriz americana, da qual tenha assumido a sua homossexualidade, mas li algo sobre o agradecimento público à sua ex-companheira, Cydney Bernard, ao receber um prêmio pelo seu trabalho no ano passado. Os sites e revistas recentemente têm mostrado fotos com a atual companheira.

3. Rodolfo Valentino - Lembram-se dele? Um dos primeiros símbolos sexuais do cinema norte-americano, o ator tornou-se famoso com o seu maior sucesso, o filme "O Sheik", de 1921. O bonitão revelou suas experiências homossexuais em seu diário íntimo. Morreu no auge dos seus 31 anos de idade.

4. Rock Hudson - Outro símbolo sexual do cinema norte-americano. Com 40 superproduções no seu currículo, entre as décadas de 1940/1960, o ator confessou de só uma vez ser homossexual e portador do vírus HIV em 1985, ano de sua morte.

5. Lota de Macedo Soares (à esquerda) e Elizabeth Bishop- Não foram exatamente celebridades, mas grandes personalidades. Achei legal trazê-las para este rol devido à grande coragem de ambas. Elizabeth Bishop, poetisa norte-americana muito tímida, viveu, entre as décadas de 1950 e 1960, uma relação homossexual ardente e totalmente assumida com a paisagista brasileira, Lora de Macedo Soares, criadora do Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro.

6. Oscar Wilde - Dramaturgo, escritor e poeta irlandês. Da mesma forma, trata-se de uma personalidade, mas que bem poderia ser o que hoje chamamos de celebridade, não fosse ele de uma época tão difícil e complicada para quem vivesse uma relação homoerótica. Nascido em 1854, teve uma carreira literária brilhante e despontou com o seu maior sucesso, o clássico e universal "O Retrato de Dorian Gray", mesma ocasião em que casou-se com Constance Lloyd, uma mulher linda, com a qual teve dois filhos. Foi acusado e preso, por dois anos, sob a acusação de conduta homossexual por ter vivido um romance com um homem jovem. Morreu em 1900, falido e em consequência de doenças causadas pelas péssimas condições da cadeia. Inimaginável, não?

7. Ellen DeGeneres - Taí o que podemos chamar de uma celebridade gay. A comediante, apresentadora e atriz norte-americana nunca teve problemas com sua sexualidade e viveu romances assumidos com outras celebridades. Atualmente namora a atriz Portia de Rossi.

9. T.R Knight - Não conheço muito sobre o ator americano, a não ser pelo seu trabalho no seriado "Grey's Anatomy", o qual abandanou em 2009. Mas, confesso surpresa pela iniciativa em assumir publicamente a sua homossexualidade em 2008. Na foto acima, passeia de mãos dadas com o seu ex-namorado, Mark Cornelsen.

10. Rob Halford - Outra surpresa. Vocalista da banda heavy metal "Judas Priest", confessou a sua homossexualidade na década de 1990.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.