Sabia que existe o Dia do Orgasmo? É hoje (ou ontem, se vc estiver lendo no domingo). E é internacional ! 
Parece que foi inventado há cerca de oito anos pelos ingleses, ou pelas sex shops de lá para melhorar as vendas. Mas também tem o lado positivo de fazer com que haja mais discussão sobre o assunto, principalmente as mulheres já que algumas têm dificuldade para atingir o orgasmo.

Essa semana assisti a uma entrevista com a sexóloga Tatiana Presser. Ela disse algo bem interessante: o clitóris é o único órgão do corpo humano criado exclusivamente para o prazer. Que privilégio das mulheres! O homem tem o pinto e o saco escrotal, mas nenhum foi feito só para sentir prazer, a não ser que você considere o ato de urinar um orgasmo. 


Só pelo que foi dito acima, algumas mulheres não deveriam sentir culpa ou ter os famosos bloqueios emocionais que as impedem de chegar ao orgasmo. Há outra característica impressionante que comprova que a mulher tem mesmo mais vantagem nessa área: a quantidade de terminações nervosas existentes na vagina. 8 mil. Na cabeça do pênis são 4 mil. E sabe qual a duração média do orgasmo feminino? 24 segundos. A do homem, a média cai para oito.

Agora, imagine o prazer de duas mulheres na cama. Para os machistas de plantão, que teimam em dizer que só se tornam lésbicas as mulheres que nunca conheceram um macho de verdade, saibam que nenhum "macho de verdade" possui tantas prerrogativas. Dá pra entender melhor agora, não é? Com elas o sexo é uma explosão, meu bem.

Independentemente de orientação sexual, isso prova que o sexo é divino. Mulheres, aproveitem.
Tenham uma noite de sábado e um domingo orgásticos!

2 comentários:

  1. Nossa parte nós fizemos, comemoramos bastante, mesmo sem saber da data...

    ResponderExcluir
  2. Por falar em orgamos, lembro que a busca deles levam a relações.

    A análise de como um hétero reage diante do amor de duas mulheres, pelas quais se sente apaixonado, é muito interessantemente contada neste filme: http://historiasdeamorofilme.com.br/

    Fica a dica. Eu vi, e gostei. Os diálogos, quase todos, especialmente os monólogos reflexivos interpretados por Caio Blat, valem o filme. Na minha opinião, claro.

    Abraços

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.