Este final de semana tem a Parada do Orgulho Gay em Brasília e, veja só, hoje já se realizou a de Tóquio, no Japão. Confira fotos do evento no final da postagem.
Bonito, né?
Foto de
Philipbigg (Flickr)
A Parada japonesa estava suspensa há três anos por falta de participantes ou por número insuficiente de pessoas que compensasse a realização do evento. Os últimos organizadores desistiram e, ao que parece, alguém retomou a organização para enfrentar o desafio.

Curiosa é a contradição dos japoneses quando o assunto é homossexualidade. Independentemente de orientação sexual, os homens de lá são considerados os mais vaidosos do mundo, adoram acessórios e experimentam de tudo: presilhas ou tiaras, pintam as madeixas, maquiagem, produtos de beleza, bolsas penduradas, adoram grifes famosas e roupas coloridas, principalmente as cor-de-rosa, e até cuecas "hellokitty" é tendência. 

Foto de Philipbigg (Flickr)
E o que são aquelas lentes que deixam as córneas enormes (tem gente usando no Brasil também)? O acessório é mais usado pela tribo dos Frikis (foto no fim da postagem). 
Mas, apesar de toda essa liberdade fashion, dificilmente os gays japoneses se assumem. A grande maioria vive uma vida dupla ou até tripla.

Moda de rua.
A homossexualidade não é considerada crime no Japão (nem combinaria com o país), mas não há leis ou outras fontes que favoreçam a parceria/união civil e não há personalidades nem políticos que assumem a orientação homossexual. 

Outro fator que pode contribuir é o comportamento dos casais heterossexuais. Eles não gostam de expor intimidades em público. Poucos se atrevem a trocar um simples beijo nas ruas e, quando o fazem, recebem olhares de reprovação. Imagine um casal gay?
Moda de rua.

Enquanto isso, indústrias de cosméticos, da moda e, principalmente, da pornografia fazem a festa. Os japas podem ser pudicos nas ruas, mas entre quatro paredes apavoram. Filmes e mais filmes pornôs, de toda espécie de fantasia erótica/sexual que se possa imaginar, são lançados a todo momento no mercado pornográfico de Tóquio. Nem sempre o que os olhos não vêem, o tesão coração não sente.

Confira abaixo mais fotos do retorno da Parada Gay de Tóquio. Apesar de tímida, marca o recomeço da visibilidade e da luta das pessoas LGBT naquele país.

Bom final de semana e divirta-se.

Mais de 4 mil pessoas prestigiaram hoje à 7ª Parada Gay de Tóquio.
Foto: Kim Kyung-hoon-Reuters (extraída do G1.globo.com).
7ª Parada LGBTs de Tóquio, hoje.
Foto: Kim Kyung-hoon-Reuters (extraída do G1.globo.com).
Foto de Philipbigg (Flickr)
Cueca produzida por empresa japonesa.


4 comentários:

  1. Eu não gosto muito das paradas, mas é pessoal. Acho válido, mas não é pra mim.

    Agora, que os japoneses são ousados no visual, isso não tem como negar. Eu adoro gente com visual maluco... meu passado gótico me condena...kkk hoje estou mais careta...

    ResponderExcluir
  2. As paradas, apesar de todos os excessos e desvirtuamentos, têm e tiveram, e ainda terão, importante papel nesse longo processo de evolução da sociedade para um patamar de maior aceitação dos gays.
    Eu também não gosto, embora já tenha ido a algumas delas, para fazer número, mostrar a presença, prestigiar a coragem, destemor e trabalho daqueles que, ao contrário da minha pessoa, fazem muito por todos.
    Os excessos e desvirtuamentos a que me refiro, todos sabemos, não invalidam a importância das passeatas por todo o mundo. Como qualquer aglomeração humana, como qualquer coisa que diga respeito a essa imensa fauna que compomos nós, homens e mulheres, a diversidade -- existente em qualquer grupo -- tem como consequência diferentes comportamentos. É assim em qualquer lugar, em qualquer passeata, de qualquer natureza. Ah, claro, não vai esperar certas coisas numa passeata evangélica, não é isso! Mas, mesmo lá, há coisas e comportamentos dos quais muitos evangélicos se envergonham. E nem por isso, elas deixam de ser válidas para os objetivos a que se propõem. Como as nossas.
    Tudo muito humano. Apenas isso. Penso eu, smj.

    ResponderExcluir
  3. Os japoneses ja sao bem ousados, e em paradas de ve pessoas usando roupas pra la de ousadas tambem hehe travestis, transex e outros com suas roupas cheias de penas, plumas, brilho e tudo mais... agora imagina no japao hehehe
    Eu gostaria de participar em uma no japao, embora o lugar tenha muita coisa "WTF" seria divertidissimo presenciar tal evento :D

    ResponderExcluir
  4. Olá Variar. Obrigado pelo comentário. Eu gostaria de participar de qualquer evento no Japão. Aliás, eu adoraria conhecer o País.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.