Viewimages: Kathlyn com sua mãe, Annette Benning
Kathlyn Elizabeth Beatty, 18 anos, filha dos atores Warren Beatty e Annette Bening, é uma daquelas pessoas que não conseguem aceitar o sexo de nascimento. Em breve, a adolescente pretende se submeter à cirurgia de troca de sexo para se tornar homem.

A mãe, ao contrário de Warren, parece já ter aceitado e recentemente foi divulgado que financiará o procedimento cirúrgico de Kathleen o quanto antes. No momento elas buscam os profissionais mais adequados.

Ao lado esquerdo, com 18 anos, Kathlyn assumiu o visual mais masculino.
Num evento com o pai, aos 12 anos.
Kathlyn é um transexual mesmo ainda não tendo feito a cirurgia. Sua mente atingiu uma fase que projeta a sua imagem como a de um homem. Prova disso é o conflito que o fez enfrentar e expor o problema primeiramente à família e depois ao mundo. Esse processo não é fácil para um jovem de 18 anos. Na faculdade em que estuda os demais alunos o conhecem e o chamam de Stephen.

Quem tá de fora pode não entender como uma menina tão nova, bonita e com traços angelicais pode pensar nessas coisas, mas são situações que podem ser menos complicadas e mais percebidas por todos se abrirem os olhos.

..como Chaz.
Como Chastity e..
Um caso recente de cirurgia foi a do filho da cantora Cher. Em maio de 2010, aos 40, logo após a cirurgia, ele oficializou na justiça americana o seu nome de homem, passando de Chastity Bono (foto à direita) para Chaz Bono ou Chaz Salvatore Bono (à esquerda). Chastity sempre foi lésbica assumida, ativista, escritora e participou de alguns realities nos E.U.A.

A natureza é sábia, mas pode não ser perfeita. As pessoas que nascem surdas, cegas, aleijadas ou com algum problema físico ainda mais sério que o digam. Outras, podem considerá-la uma ingrata por terem nascido desprovidas de belos atributos que sobram em pessoas com o casal Angelina Jolie  e Brad Pitt.

Por outro lado, a natureza pode ser ainda mais sábia a ponto de querer nos dizer algo importante sobre essas diferenças que a humanidade ainda não compreendeu. Fato é que elas existem, fazem parte da vida e nem todos aceitam em si ou nos outros. Quem nasce com pequenas ou grandes imperfeições e não se aceita, recorre à medicina para torná-las menos traumáticas.

Chaz em foto mais recente com a namorada.
Kathyleen pode ter nascido física e aparentemente perfeita, mas, segundo o que relatam as pessoas com problemas semelhantes, o cérebro funciona como se elas fossem do sexo oposto. Dificilmente os pais aceitam com facilidade, mas, querendo ou não, percebem tudo desde cedo.

No caso dos homens, na infância, geralmente curtem mais a companhia das amiguinhas da irmã; brincar com as bonecas delas. Preferem isso a ter que jogar bola com o irmão ou colegas. É claro, não há regras, mas as evidências passeiam em torno disso.  

A transexual Lea T (fotos acima), nascida há 28 anos como Leandro, filha do ex-jogador de futebol Toninho Cerezo, ainda não fez a cirurgia, mas será uma providência até o final do ano, segundo declarou em entrevistas. Lea é um caso bem-sucedido de transexualidade. Mora na Itália há anos e é considerada top model, contratada pela grife Givenchy.

Recentemente, em entrevista à Vogue de Paris, declarou que antes os pais temiam que ela fosse homossexual, mas, com o passar do tempo e com as suas transformações cada vez mais evidentes, eles começaram a rezar para que ela fosse "apenas" gay. (mais sobre Lea T, clique aqui).

Quando crianças, meninas com traços de homo ou de transexualidade, podem gostar mais de jogos interativos com os meninos do que da boneca; não querem ou têm vergonha de saírem para eventos sociais usando roupas cheias de frus-frus que as mães impõem. Os meninos podem querer dizer algo quando não conseguem dar um chute na bola recebida de presente por um preocupado pai. Ao invés, preferem por o brinquedo no colo e fazer carinho.
Angelina Jolie com Shiloh no colo: em torno dos 2 anos de idade.
Tudo isso não significa que o filho será necessariamente transexual. Ele pode ser bi ou homo e ser feliz assim. Se a tendência for heterossexualidade será também percebido facilmente. Nessa hipótese, está tudo maravilhoso aos pais. Nas demais, nem todos agem com a naturalidade de Angelina Jolie
Os looks mais masculinos de Shiloh.
Ela percebeu que a filha, Shiloh Jolie Pitt, de apenas 4 anos, se identifica mais com a aparência dos meninos e curte usar roupas e acessórios comumente usados por eles (♂). A atriz passou a respeitar a vontade da filha para que, no futuro próximo ou um pouco mais longo, mãe e filha percebam sem culpa se se tratava de mero capricho infantil ou se é realmente é caso de bi, homo ou transexualidade.

Enfim, indícios existem. A maioria dos pais podem rejeitar com carão, brigas e alguns até com violência, principalmente se a criança for do sexo masculino - filho veado? Nem vem. Uma sensação aflitiva começa a incomodá-los, mas, como o filho ainda é muito pequeno, acham que podem reverter rapidinho. Será?

Nessa fase os pais dominam, filhos vivem o medo da rejeição e tentam mudar o comportamento para obter atenção, carinho e paz no cotidiano familiar, mas também inicia neles um conflito interno e solitário. Sem ninguém pra desabafar, passam anos fingindo que estão bem até não suportarem a pressão e retomarem aquele processo interrompido na infância. Desta vez, com hormônios à flor da pele, em plena e farta evolução, com o apoio dos amigos da mesma tribo, não será tão fácil para os pais imporem mais nada.

Quando chega nesse ponto, dá para imaginar o final da história. Exemplos malsucedidos não faltam e geralmente pais e filhos saem perdendo. Só não dá mais pra repetir aquela velha pergunta: Onde foi que eu errei?

6 comentários:

  1. Nossa, o mundo e tao cheio de opções que acho o maximo quem consegue brincar entre o mundo masculino e feminino, o importante e nao seguir uma moda, mas sim, ser algo que faça parte do seu universo.Cada um é um universo dentro desse universo lindo!Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Cada pessoa um universo à parte. Gostei, Senhor do Universo!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Existe um documentário muito bom e explicativo sobre crianças transexuais. "Meu Eu Secreto", quem tiver interessado em saber mais é só clicar no link http://www.youtube.com/watch?v=-K_s7S3Bcsw

    ResponderExcluir
  4. Pelo amor de Deus é o fim do mundo mesmo neh....
    Isso é o diabo que entra na vida das pessoas o sangue de Jesus tem poder....

    ResponderExcluir
  5. Quem tem o diabo são aquelas pessoas mesquinhas que só olha p o próprio umbigo, que se acham a/o donx da verdade... Vai com tua fé ridícula p longe daqui.

    OBS.: não sei por que essas pessoas entram nesses site. Já que não RESPEITA, não entra...despreza o que você não gosta, pois vive feliz você e os outros.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.