Tiziano Ferro.
Você tem notado que cada vez mais o "sair do armário" tem sido uma prática mais corriqueira do que foi outrora? Alguns artistas, mesmo preocupados com imagem - com razão - têm assumido a sua orientação homossexual porque concluem que isso não é demérito ou desonra, como foi o caso do cantor italiano Tiziano Ferro, em recente entrevista à "Vanity Fair".
Os que já passaram dessa fase, seguem a vida e a profissão encarando o público de forma mais verdadeira; sem máscaras. Usam até o prestígio para combater a homofobia. Exemplo recente: Ricky Martin e Elton John gravaram um vídeo, através do qual declararam repúdio à violência contra homossexuais dos E.U.A., em apoio à campanha da fundação True Colors, comandada pela cantora heterossexual - mas desprovida de ideologias preconceituosas - Cindy Lauper.

São dois pesos e duas medidas. Essas pessoas talvez tenham perdido os fãs frustrados pela impossibilidade de realizarem as suas fantasias sexuais, mas, em compensação, os que continuaram, vieram e virão depois, são admiradores da sua arte, isentos (ou com dose menor) de preconceito. E, por que não, outros novos apaixonados virão.

Não é recomendável sair do armário da noite pro dia, acender os holofotes e querer que todos em volta batam palmas. Se até este momento você viveu como um sujeito heterossexual,  namorou pessoas do sexo oposto para exibir à família e aos amigos e, de repente, cansado de tudo e de todos, quer assumir, terá que ser mais cauteloso e reverter esse processo de forma mais lenta. Caso contrário, não será por puro preconceito que seus amigos e familiares poderão rejeitá-lo, mas porque se sentirão enganados e traídos.

Para finalizar, o mais importante. Tenho recebido muuuuitoos comentários de anônimos que acham que tudo o que acontece hoje no mundo, à respeito da homossexualidade, é puro modismo. Uns torcem para que essa "moda" acabe logo e outros temem que seus filhos acabem influenciados por ela. 

Pra fim de conversa, não se trata de moda, mas de evolução. Os costumes, a tecnologia, a ciência, as leis, enfim, tudo evolui. Já foi provado há décadas que homossexualidade não é doença e a ciência cada vez mais demonstra que ela está associada mais à genética do que a fatores sociais. O estudo mais recente é o do pesquisador Jacques Balthazar, da Universidade de Liège (Bélgica). Através do seu livro "Biologia da Homossexualidade", ele afirma que a pessoa nasce e não se torna homossexual.

Diante dos fatos, qual a razão para se enclausurar como faziam os gays antigamente? Os heterossexuais só estão convivendo mais com gays. Fato. Aprendam a lidar com isso. Não é doença e não pega. Se seu filho é ou vai ser gay é porque ele precisa(rá) viver a verdade dele.

Pena que a maioria dos anônimos não consegue expressar suas opiniões de maneira educada e o faz com uso de palavras chulas; de baixo calão. Não esperem que os blogs LGBTs publiquem comentários assim (os legíveis eu publico) e, muito menos, no meu caso, os responda. Já seria desagradável escrever para fulanos não-sei-de-onde, o que dirá se forem mal-educados (pra dizer o mínimo). 

Ah, o "Phoden" do título, claro, é para os fulanos. Sou mais educado.

Fotos: Google.

4 comentários:

  1. Sério que o Tiziano Ferro saiu do armário? Meu "gaydar" é mesmo infalível! Quando vi o cara pela primeira vez já comentei com o maridão (e o proibi de ver seus clipes, afinal é o tipo de homem que ele gosta...kkk) que era da "comunidade" (termo que e gente usa...).

    Quanto ao tal modismo gay... isso me lembra da época em que o "clubber" estava "na moda" e todo mundo virou bissexual. Fico imaginando a cabeça desse pessoal hoje em dia...

    Mas não acho que exista um modismo gay, apenas está sendo incorporado à sociedade, e os tabus vão caindo. É que muita gente ainda se assusta com o fato de alguém ser feliz sendo gay, afinal, foram ensinados que ser gay é ser infeliz, insatisfeito, pecador etc. Aliás, muitos grupos gays também não se conformam que existam gays felizes...

    Ah, não leve como uma crítica ou "ser do contra" os comentários que eu escrever, acho legal comentar de verdade os posts dos blogs que visito, sinal de que li de fato e me fizeram pensar a respeito do tema. Não entenda como desrespeito, ok? Muito pelo contrário.

    Um abração!

    ResponderExcluir
  2. É isso , que entendam esse recado.Vamos respeitar a todos, porque todos os tipos de seres humanos passarão a existir em todos os lares.Fato!

    ResponderExcluir
  3. Dois, queridos, que é isso? Tão me estranhando? Ao escrever aquele comentário, não foi a minha intenção fazer vcs pensarem assim. De minha parte, jamais levei pra esse lado também.
    Adoro os seus comentários e jamais se sintam tolhidos aqui no blos. Senão, qual é a graça?
    Foi mal a forma como me manifestei. A linguagem escrita é muito capciosa.
    Abraços e beijos.
    Junior.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.