Você já experimentou deixar o corpo lisinho? Ou pelo menos as partes que lisas ficariam melhor, como as costas, por exemplo? Particularmente, prefiro o corpo com poucos pelos ou nos locais certos (pernas, região do umbigo e no peito, quando aparados).
Se você já pensou em se depilar, mas não está afim de procurar um salão para isso - o que seria a maneira mais e segura e confortável - aqui vão as dicas para fazer você mesmo.


Lâmina de Barbear
Já usei, mas é coisa do passado. É a forma menos recomendável porque os pelos crescem rápido demais e há o risco de tornarem-se mais espessos do que costumavam ser.


Cremes Depilatórios
Experimentei os da Veet e considero os mais apropriados para os menos experientes. O produto ensina direitinho a maneira e os cuidados que devem ser tomados. O básico é passar uma camada nos locais a depilar, deixar agir por, no máximo, 10 minutos e retirar facilmente com a esponja ou a espátula que vem junto. O maior cuidado é não deixar por mais tempo que o recomendado, pois poderá causar irritação e ardência na pele.


O efeito não é duradouro, pois não extrai a raiz. Ele age como se queimasse a parte exposta do pelo, facilitando a sua retirada. Logo logo os pelos voltam a crescer.

Cera
Só usei a cera produzida pela marca acima: Veet. Não conheço outras. Esse processo requer mais cuidados do que o anterior. É dolorido e o uso inadequado pode causar danos horríveis à pele. Leia com bem atenção o procedimento.
Se resolver usá-la, preste atençao na maneira como irá colar os papéis. Perceba o lado para onde os pelos estão crescendo e puxe o adesivo no sentido contrário. Estique bem a pele antes de colar. Dói porque os pelos são retirados desde a raiz. Quem já acostumou não sente tanto.
Após finalizar, vá ao banho e utilize um sabonete apropriado para peles sensíveis, e depois passe um bom hidratante. De preferência, use um creme específico para passar após a depilação. É fácil de achar.
Essa depilação fará com que os pelos só voltem a nascer após duas semanas. Bom, né?


Depilador Elétrico
Já fiz uso, tenho em casa, mas não me adaptei. As vantagens são: não precisar se melecar e extrair os pelos pela raiz, fazendo com que demorem duas semanas para reaparecerem.
Contudo, eles não atingem todas as áreas do corpo de maneira uniforme. Por exemplo, aqueles sulcos formados na região da clavícula não há meio para o depilador atingi-los.
A sensação é a de repuxamento ou de comichão porque deve ser passado devagar para ele retirar gradativamente todos os pelos (é a recomendação do produto, inclusive).

Fonte: "Corpo In Natura" (postagem autorizada pelo autor).
Fotos: Galeria de Doug Henderson 6969 (Flickr).
 

4 comentários:

  1. Eu não gosto de homem peludo, quer dizer, só nas pernas... nem no peito eu gosto. Quando conheci meu namorido, meu primeiro medo era saber se ele era peludo, já que nunca o vira sem camisa... felizmente não é (ufa!). Mas eu não curto muito essa história de depilar peito, perna (a menos que seja um nadador ou o Tony Ramos). Barba eu gosto, mas só na ideia, pois o maridão tem pouca e nunca deixou... só aquele cavanhaque maravilhoso, e mesmo assim, raramente...

    ResponderExcluir
  2. Não tenho muito o que depilar. Pessoalmente, acho que alguns pelos ficam melhor aparados.
    Acho isso uma questão muito pessoal, de gosto. Pra mim, irrelevante.

    ResponderExcluir
  3. Hey, recentemente também contei a minha experiência com a depilação à cera quente. Foi algo terrível... não repetiria, aliás. Dê uma olhada se quiser http://www.botadentro.com.br/?p=2238

    ResponderExcluir
  4. Eu me depilo. Mais não muito, pois os pelos as vezes servem como proteção!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.