André Arteche Claudia e Armando (TiTiTi) (2)
Vamos às frivolidades: novelas. Gostaria de outras outras bobices, mas falta patrocínio. Já pensou uma pinta nas baladas nova iorquinas de vez em quando? Enquanto não rola, me contento em apreciar NYC virtualmente, como no vídeo que encontrei por acaso no YouTube. Muito bom. Vale uma conferida (aqui): flashes da cidade com imagens rotineiras e um som maneiríssimo ao fundo.
Chega de rodeios. O babado é o romance que tá começando a rolar entre os personagens Julinho (André Arteche – foto à dir.) e o gostoso Thales (Armando Babaioff – à esq e abaixo) da novela das sete: Ti Ti Ti.
Lembra quando falamos aqui sobre essa novela? De cara, entre Julinho e Osmar (Gustavo Leão), rolava um romance gay bem diferente do que estávamos acostumados a ver. Mas, antes que a coisa esquentasse de verdade, Osmar morreu e  deixou Julinho viúvo e a ver cabelos. Pra gente, restou o platônico amor de Jacque Leclair e Victor Valentin (Alexandre Borges e Murilo Benicio)!
Contudo, Julinho não perde por esperar. Thales já está na sua cola e, após algumas vazias e frustradas investidas, declarará o seu amor no próximo sábado, dia 12/02/2010.
Armando Babaioff
Durante a carona que Thales oferecerá ao duro Julinho, após a festa surpresa de Jaqueline (Claudia Raia), ele mandará na lata: estou apaixonado por você, Julinho.
O problema é que Thales é casado com Jaqueline. O casamento foi uma armação para os dois porem as quatro mãos na herança da avó do primeiro. Talvez, por isso, Thales tem a sensação de que não seria uma traição. O que tá pegando mesmo é que tudo é novidade pra ele que se diz confuso com os seus sentimentos: é a primeira vez que sinto isso por um homem, Julinho.
Não será dessa vez ainda que Julinho cederá aos desejos de Thales. Além de amigo da Jaqueline, ele não consegue conceber o fato de um homem casado dar em cima dele: você precisa de ajuda, Thales, mas não posso fazer nada por você.
Olha, vai rolar bafo desse casal. Aguarde.

8 comentários:

  1. E olha que as cenas do gostosão interessado no Julinho, todo pensativo, ficaram muito boas, é realmente algo com sentimento, espero que as coisas fiquem melhor mesmo entre eles.Bjs!Adogo!

    ResponderExcluir
  2. eu não tenho mais paciência para assistir tramas novelescas ... uma pena pois, às vezes perco coisas interessantes ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. Maridão estava comentando comigo no final de semana justamente sobre essa situação da novela. Eu não estou acompanhando, mas ele falou que está sendo legal a forma abordada.

    ResponderExcluir
  4. O Thales é um fofo mesmo (gostoso!). Estou morrendo de inveja do Julinho! Pena que não me aparece um desses. Aliás, na vida real está bem difícil. Cara assim - bonitos e gostosos - costumam ser muito pedantes!

    Concordo que o relacionamento está sendo bem abordado - infelizmente, de um jeito que só acontece nas novelas. Mas a arte está ai pra isso, né? Reinventar a realidade. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olha, pode me chamar de fútil. Assisto de vez em quando, sempre que possa, essa novela, só pra ver a safra de bonitões. São tantos nessa novela. Gosto muito do rapaz que faz o filho do Benício, entre tantos outros.

    Sobre o Babaioff, registro que é muito bom ator. Na novela, obviamente, não são esses os dotes que são requeridos dele. Vi, semana passada, a peça Rock Antygona, que vale ser conferida, inclusive pela atuação dele.

    Aqui, uma foto dele na peça: http://www.euemeuchapeu.com.br/arte/meu-chapeu-recomenda-2/

    ResponderExcluir
  6. ps: gostei da sua nova foto no avatar.

    ResponderExcluir
  7. Já não há mais pachorra para essa afirmação de que "é a primeira vez que sinto isso por um homem". Mas a cobardia dos roteiristas de novelas será tão grande que não sejam capazes de outra abordagem menos comprometida com os preconceitos da audiência?
    Não assisto novelas pois ver uma é ver todas; tudo a mesma coisa, os mesmos lugares comuns.

    Beijos

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.