NEWS 21.04.2011
E.U.A. Dharun Ravi (o do meio), que, em 2010,  filmou e disponibilizou sem permissão o vídeo do colega de quarto, Tyler Clementi, mantendo relações sexuais com outro homem, foi indiciado pelo Ministério Público de Nova Jersey a nada menos do que 15 crimes. Quatro são relacionados à violação de intimidade e só em dois deles as penas podem atingir 20 anos de prisão. Suspeita-se que Ravi tenha sido ajudado por outra estudante, Molly Wei (foto), porém, ainda não houve manifestação do MP sobre a sua suposta participação. Por causa do incidente, Clementi se suicidou ao se jogar da Ponte George Washignton, em 21 de setembro do ano passado.
Facebook. Uma das maiores redes sociais do mundo fez beteira, mas corrigiu a tempo: censurou foto de usuário na qual dois homens trocavam um simples e carinhoso beijo na boca, com o seguinte alerta: "você não pode postar conteúdo racista, preconceituoso ou pornográfico". Heein? Cuma? Vários usuários tomaram ciência do ocorrido e começaram a postar em série a mesma ou várias outras imagens com o mesmo tema em seus perfis. Ontem mesmo foi divulgada uma nota oficial na qual a rede social pediu desculpas e esclareceu que houve um equívoco e que a foto não violou qualquer regra de seu regimento. Então, ficou bem claro agora.
Facebook(2). Obama, o presidente mais famoso do planeta, usou o Facebook para pedir aos jovens que o ajudem a reformar os E.U.A. e trazer o País de volta ao topo da maior economia mundial. O acontecimento foi ontem, no auditório da sede da empresa, em Polo Alto, e foi transmitido ao vivo para milhões de usuários americanos e alguns presentes no local.  Ao lado de Mark Zuckerberg, o dono da rede social, ele falou principalmente sobre política orçamentária e da necessidade de cortes nos gastos para reduzir o déficit do País. Ao final, declarou: ...espero que não se desanimem com os problemas do País. Sempre chegamos ao topo e há muito o que fazer. Juntos, resolveremos os problemas. Vocês têm que se envolver. Se forem criativos como são no Facebook, não há nada que não poderemos resolver..(Fonte/imagem: Fatos e Fotos)
Alagoas. Numa escola do interior do estado, um dos maiores flagrantes de 'bullying' homofóbico. Nem o programa "Fantástico" conseguiu imagens assim quando fez, alguns meses atrás, a matéria sobre o 'bullying' mundo afora. Isso ocorreu no pátio de uma escola, entre outros alunos e sabe-se lá se não havia professores e/ou monitores assistentes. A única pena ao agressor e ao sádico colega que filmou tudo foi uma suspensão por alguns dias. Motivo da agressão? O machão aí teria transado com a vítima e se enfurecido por achar que o 'caso' havia' se espalhado. Clique na imagem acima para assistir ao vídeo. (Fonte: Blogay.Folha)

3 comentários:

  1. Dharun Ravi quis sacanear e saiu sacaneado. Se ferrou!

    Em geral, o FB é bem mais livre do que o Orkut, que censura qualquer tipo de link. Ouvi falar dessa história, mas hoje em dia é tanta gente querendo se promover se vitimizando que até desconfio.

    Obama é vai ficar para história dos EUA como um erro maior do que o Bush... só foi eleito por ser negro, mas isso não é suficiente para comandar um país.

    Tenho os dois pés atrás com essa história de bullying. Em alguns casos é real, mas depois ficam tentando usá-lo como justificativa para tudo, como no caso do maluco do RJ.

    ResponderExcluir
  2. Ví o vídeo inteiro e estou enojada: mal estar físico e emocional mesmo.

    Há vários pontos a comentar e o primeiro é a maldade do ser humano que planejou essa "vingança" e se deu ao trabalho de combinar que tudo deveria ser filmado.

    Outro ponto é a ignorância. Ouvimos várias pessoas admitindo que o rapaz contou sobre ter transado como o machão, contribuindo para a suposta "razão" que ele teria em agredir e humilhar o rapaz assumidamente gay.

    Mesmo com a possibilidade de ser uma mentira, um delírio, pois para os padrões dele o machão é um cara bonito, alto, imponente, nada justifica o ato.

    E será que ninguém se perguntou se havia alguma verdade no que foi contado?

    É um insulto ver toda uma sociedade neste estágio de atraso. Perceber que as pessoas envolvidas não teem cultura e sequer desenvolveram o senso crítico e ético, e o pior, a legislação está no mesmo nível.

    E quantos "machos" supostamente héteros passam a vida a enganar a todos com as suas posturas alfas quando, na verdade, manteem relacionamentos as escondidas com gays?

    Ser gay é normal. Gostar de gay também. Anormal é ser covarde, exibicionista e hipócrita, e ainda se constituir em uma liderança e querer ser exemplo para uma meia dúzia de sem-noção.

    Mas isso não é privilégio dos tupiniquins. Dharun Ravi também expôs covardemente o seu colega de quarto da Universidade. Mas lá, será julgado e punido à altura.

    Como diria um amigo meu: "paleolítico... bons tempos aqueles".

    ResponderExcluir
  3. eu vi a reportagem do caso de Alagoas e é estarrecedor que ninguém na escola não tenha feito nada!
    mais uma vergonha pra este estado que dia após dia vemos casos de violência sendo deixados de lado. parece que as coisas ficaram banais...

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.