NEWS 22.04.2011
Alemanha. As autoridades na Alemanha ordenaram a expulsão de visitante islâmico que defende em público que os homossexuais devem ser condenados à morteAmeena Abu Bilal Philips é um islâmico radical originário da Jamaica e que vive no Qatar. Philips defende o uso da pena de morte para a homossexualidade e recebeu ordem de saída do país esta quarta-feira sem possibilidade de retorno. 
A ordem foi transmitida antes de uma apresentação que o islâmico, de 60 anos, faria a cerca de 2000 pessoas em Frankfurt. Philips tem três dias para acatar a ordem, podendo ser preso se não o fizer. Segundo a lei alemã podem ser expulsos estrangeiros que "incitem ao ódio contra partes da população" ou defendem o uso da violência contra elas. Num sermão publicado no Youtube Philips pode ser ouvido a defender a pena de morte como um castigo justo no caso de serem comprovados atos homossexuais. (Fonte: Portugal. Gay)
E.U.A. Ator de «Glee» Chris Colfer está na lista das pessoas mais influentes do mundo de 2011 da revista Time, junto com nomes como Justin Bieber e Colin Firth. Outras celebridades do entretenimento, como Bruno Mars, Blake Lively e Oprah também estão na lista. A apresentação de Colfer foi feita por Dianna Agron,  que faz a  'Fabray em «Glee». Ele gosta da verdade extrema, falando contra essa epidemia de 'bullying', que ele também sofreu na escola. A honestidade que ele coloca no seu personagem em Glee deixa qualquer um inebriado, disse Agron. (Fonte: Diário Digital)

2 comentários:

  1. Esse mundo de luxón e poder me assusta as vezes! Eu vou te confessar que eu não sei nem que é esse ator do Glee mas tudo bem... Quanto ao terrorista, eu tenho uma frase que vovô dizia: "Pra terrorista e preconceituoso, a morte é pouco!"
    Não é o caso,mas...

    Amore, uma super feliz páscoa pra você... Se tivesse jeito eu te mandava de presente um ovo de 1ton mas não tem como infelizmente...

    Bjão

    Alda

    ResponderExcluir
  2. Ainda acho um mistério alguém conseguir gostar de Glee. De verdade, é um mistério maior do que a fórmula da coca-cola.

    Quanto ao cara na Alemanha, eles têm um passado de extremismo que os condena, então são muito rigorosos em relação a estas coisas - às vezes até paranóicos, eu que convivo diariamente com eles que o diga. Sem contar que os gays por lá já são vistos como gente, então esse tipo de coisa não tem espaço.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.