Natalie (Deborah Secco) e Haidê (Rosi Campos) em Insensato Coração
Oi galera! A postagem hoje é uma colcha de retalhos em homenagem às mães e à novela Insensato Coração.

Antes de explicar o porquê da gongada, quero desejar parabéns para as mulheres que nos pariram e às que estão recebendo a visita da cegonha. Em especial, beijo enorme para minha querida mãe, sempre guerreira e do lado dos filhos em todas as ocasiões: mãe, te amo. Você é um pensamento recorrente. Obrigado pela força de sempre.

Um beijo especial para Cassia IG que nos presenteia todas as quarta-feiras com os fragmentos de sua vida pós-parto, na coluna Papo de Mãe.

São duas gongadas. A Primeiro vem de Gilberto Braga, um dos autores da profusa "Insensato Coração". Parece que ele e Ricardo Linhares, o outro autor, têm algo contra blogs.

CENA 1
- Haidê (mãe de Natalie L'Amour): Filha, você tem que trabalhar, ganhar um salário fixo todo mês...
- Natalie: ...Mas eu recebo um salário fixo todo mês, mãe. Do blog. Lembra que te falei do patrocínio do grupo Drumond?
- Haidê: Que blog o quê, Natalie? Tô falando de trabalho. Esse blog não paga nem esse vestido aí que você tá usando - E olha que Haidê é faxineira, heim?

CENA 2
O corrupto Horácio Cortês concede coletiva para a imprensa depois de se livrar de uma acusação. Entre os repórteres, estava Kléber, um recém-desempregado jornalista que, influenciado pela filha adolescente, resolve criar um blog para escrever matérias investigativas. Depois de acusar Cortês e indagá-lo como consegue se livrar de todas as acusações, o banqueiro perguntou:
- Horácio: Como é seu nome? Estou te reconhecendo. Você não é aquele jornalista do Jornal X, que acabou de ser mandado embora? Conseguiu outro emprego?
- Kléber (desconcertado): Eu criei um blog. Vou escrever minhas matérias nele.
Horácio: Um blog? Pensei que blog fosse coisa para menininhas adolescentes. Parabéns pelo empreendimento (irônico).

Tem outras, mas já deu pra entender, né?

Para completar, fui notificado pelo "patrão" Google (alguém também?). Ele, cujo salário que me paga não compra nem um vestido da Haidê, pediu pra revisar e alterar algumas postagens, pois não estariam de acordo com as normas da "empresa".

Como exemplo, foi citada "Estou Transando com Um Menor de Idade. E Agora?".  Essa postagem é educativa. É sobre o que a lei diz sobre transar com menores de idade. Pode isso, direção?

Ontem fiz um teste pra ver as imagens que apareceriam no buscador do Google ao digitar as palavras "gays" + "transando". Dei de cara com dois caras fazendo dupla penetração em outro. Fala sério! E vem aqui reclamar de virilha, poxa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.