NEWS 15.05.2011


TECNOLOGIA. "E aí, vamos transar?" Essa é a forma mais usada para iniciar um diálogo entre os usuários do GPSexo, um aplicativo do 'smartphne' que virou febre no universo gay, principalmente do Rio de Janeiro. O Grindr, nome oficial do programa, foi criado inicialmente para o gays - vem aí a versão hétero já com mais de 14 mil na lista de espera somente no Brasil - e possui dois tipos: o gratuito - divulga uma lista de 20 homens próximos e afins - e a paga, que custa U$ 2,99 (cerca de R$ 4,70) - com direito a mais informações e mais homens.No perfil, você põe uma foto de rosto, do corpão ou até do pênis ereto, informa altura, peso, idade; se é ativo/passivo/versátil, ativa o GPS e, segundos, depois, o programa localiza o(s) parceiro(s) perfeito(s) pra você. Os escolhidos podem ser marcados com uma "estrela" e ficarão na tela principal do seu "smartphone" ao acessar o programa  Agora, se você curte um bate-papo antes do "vamos ver", não se adaptará bem ao Grindr, pois, após enviar mensagens que fujam do objetivo principal, certamente levará um fora, do tipo: "aqui não é Facebook".  (Fonte: Portal Terra)


NEWS 14.05.2011


RIO DE JANEIRO. O condomínio do Edifício Thasos, localizado no bairro de Madureira, zona norte da cidade do Rio de Janeiro, foi condenado pela justiça a pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 20 mil porque fez de tudo para acabar com a festa de um casal gay morador do prédio: reduziu o espaço da festa, interferiu na decoração ao proibir o uso da bandeira arco-íris, símbolo gay e, para piorar ainda mais, impediu a entrada de uma drag queen.
Na sentença, a juíza Daniela Reetz de Paula, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ),  alertou que o preconceito na sociedade acontece muitas vezes de forma velada, sorrateira e até inconsciente e que "eventual divergência política, religiosa ou de natureza sexual não pode, jamais, impedir o outro de expressar a sua liberdade. Os limites da liberdade de um tangenciam a do outro".
Entre outros argumentos, a magistrada fundamentou a sua decisão explicando que "a colocação da bandeira do arco-íris não possuía nenhuma conotação política na festa dos autores, mas era tão somente uma forma de celebração. A bandeira do arco-íris representava, na festa dos autores, o mesmo que uma cruz e/ou um anjo em uma festa de batizado e primeira comunhão, ou até mesmo o Papai Noel na festa de Natal e/ou a Iemanjá ou a cor branca dos festejos de réveillon". (imagem: Jack Slomovitz).


NEWS 12.05.2011


LONDRES. George Michael está preocupado com a repercussão que o seu passado causa ou causará aos jovens homossexuais. O cantor de "Fast Love" - ​​que cumpriu quatro das oito semanas de uma sentença de prisão em 2010 por dirigir sob a influência de drogas e portar no ato uma quantidade de maconha - acredita que tem projetado uma imagem negativa dos homossexuais ao público com o seu comportamento errático de outrora e pretende mudar isso em seu próximo trabalho.

O que posso fazer para contribuir como homem gay para dar exemplo aos jovens? Não quero que pensem que as minhas atitudes possam ter contribuído para fomentar a homofobia, como alguns dizem por aí. Tenho alguns planos para tentar ajudar as crianças gay e eu acho que somos uma comunidade notoriamente ruim quando se trata de crianças, porque não temos filhos. Para compensar alguns dos danos que causei, trabalharei nesta causa, defendendo as crianças gays,ponderou.

Ele pretende regravar o hit 'Outside' no seu próximo álbum e montar uma "coletiva gay", incluindo uma série de estrelas e celebridades, embora ele ainda não tenha se pronunciado a respeito de quem: estou esperando por alguns convidados que irão surpreender, mas nenhum foi confirmado. Então não quero arriscar a dizer.
George também está ansioso para voltar à estrada com sua turnê "Simphonica" - que foi anunciada no London's Royal Opera House na última quarta-feira - e irá se apresentar em algumas casas de ópera acompanhado por uma orquestra completa. (Fonte: CTVNews)



BRASÍLIA. Na próxima terça-feira, na Câmara dos Deputados, em Brasília, alguns artistas conhecidos do público estarão por lá defendendo o casamento civil gay. Wanessa, que anda fazendo sucesso na noite GLS, vai cantar o Hino Nacional no primeiro dia do VII Seminário LGBT, que coincide com o Dia Internacional da Luta Contra Homofobia. Preta Gil participa do debate “Direitos Civis LGBT: Quem ama tem direito de casar”, coordenado pelo deputado federal Jean Wyllys. Já Leonardo Miggiorin, o Roni de “Insensato coração”, participa do encontro que vai debater o tema “LGBT na Sociedade Civil – Cidadania LGBT”. (Fonte: Coluna "Retratos da Vida" - Extra)


CANADÁ.  Derek Miller (foto/arquivopessoal/Flickr), um blogueiro canadense que relatou por mais de quatro anos a sua luta contra um câncer no reto, deixou uma mensagem depois de falecer: Aqui estou. Morto. Este foi o último post de Miller, músico e compositor de Banbury, Colômbia Britânica, Canadá, de 41 anos, que faleceu semana passada: De antemão, pedi para que quando o meu corpo finalmente se desligasse dos castigos do câncer, a minha família e os meus amigos publicassem esta mensagem - A primeira parte do processo de passar isto de um blog em atividade para um arquivo, explicou Derek Miller no seu blog "Pen Machine". Um dia depois da morte, a amiga Alistair Calder publicou a mensagem. Em pouco tempo, a notícia da morte de Derek e a sua última mensagem correram o mundo e o blog atingiu 3 milhões de acessos.

O músico deixou ainda mensagens à esposa, Airdrie, e às duas filhas, Marina, de 13 anos, e Lauren, de 11: Hoje não há respostas, escreveu. Enquanto estive vivo e escrevi isto, fiquei triste por saber que ia sentir falta destas coisas - não porque não poderei testemunha-las, mas porque Air, Marina e Lauren não me terão aqui para apoiá-las em seus esforços.

Entre outras coisas, Miller escreveu sobre a sua deterioração física, documentou a tosse no peito ou as dores abdominais, falou da perda de voz e do desgaste emocional provocado por ter que usar fraldas e a sucessiva perda de mobilidade e independência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.