NEWS 17.05.2011


GOOGLE. O "patrão" entrou com tudo no "It Gets Better", projeto/campanha contra o preconceito a jovens homossexuais. No último dia 03, pela primeira vez, foi exibido no intervalo do seriado "Glee", do canal FOX, considerado horário nobre da tevê americana, um vídeo destinado exclusivamente à campanha. Advinhe qual? O do Google, claro. O vídeo tem duração de 7'e 36' - na tevê foi mostrado apenas 30'' - e, igualmente aos demais produzidos por outras empresas, pessoas LGBT, que trabalham para a multinacional, contam como superaram as dificuldades que viveram na adolescência ou no início da fase adulta. Clique na imagem acima para assisti-lo.
FACEBOOK. Em continuidade ao tema do guia "NEWS" de hoje - homenagem ao dia 17 de maio -, vamos falar de mais empresas que dominam o mundo da internet e que demonstram ser amiguinhas dos gays. Facebook implementou há três meses opções para o público gay informar aos amigos e usuários, no perfil, o tipo de relacionamento que compartilha com os(as) companheiros(as): se vive em "união civil" ou se "mora junto". A novidade ainda não chegou ao Brasil e está disponível apenas nos E.U.A., França, Canadá, Austrália e Reino Unido. A iniciativa foi para atender às várias solicitações de usuários e não será lançada nos países que já permitem legalmente o casamento entre pessoas do mesmo sexo. É bom lembrar que a rede social deu uma mancada feia quando censurou (e se desculpou depois), em abril deste ano, a foto de um usuário que mostrava um beijo na boca entre dois homens - veja aqui.
Nós, gays brasileiros e usuários, poderíamos enviar mensagens solicitando o serviço por aqui também, né não? Quem aí curte o Facebook?

TWITTER. Na semana passada, o que começou com a participação do jogador de hóquei profissional, Sean Avery, numa campanha em vídeo para a igualdade do casamento civil, terminou com a demissão do repórter esportivo canadense Damian Goddard, da rede Rogers Sportsnet. Primeiro foi o protesto no #Twitter do vice-presidente de uma empresa de gestão que representa vários jogadores da NHL, Todd Reynolds, contra a participação de Sean na campanha: muito triste constatar o apoio equivocado de Sean Avery. Casamento entre pessoas do mesmo sexo, legal ou não, será sempre um erro.
O jornalista Goddard resolveu defender Todd Reynolds no #Twitter e considerou que o casamento entre gays não pode significar o mesmo do celebrado entre os heterossexuais: Eu completamente e de todo coração apoio Todd Reynolds em seu apoio ao tradicional e verdadeiro significado do casamento. A declaração causou polêmica porque envolveu a campanha que o jogador Sean Avery e outras personalidades novaiorquinas estão abraçando para a legalização do casamento civil gay.
O canal esportivo negou que a demissão tivera algo a ver com o incidente, porém, afirmou que, nas últimas semanas, o repórter já demonstrava que não se encaixava no perfil de profissionais da organização.
Yes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.