Amai-vos Uns Aos Outros - No Masp (2)Três ou quatro milhões? Ainda não se sabe, mas os milhões de participantes da maior Parada Gay do mundo demonstraram uma impressionante tolerância à diversidade sexual. A capital paulista, apesar dos incidentes homofóbicos que tanto nos decepcionaram até há alguns meses, é mesmo a referência de civilidade do Brasil. As imagens falam por si. Diferentes grupos e pessoas de diferentes religiões, orientações sexuais e classes sociais, comemoraram com estilo os 15 anos do evento. Pais e Mães de Santo (31) Destaques em trio - Marta Suplicy (66)Destaques em trio - Presidente da AGBLT e marido (67)
Juro que deu vontade de estar lá e até me arrependi de não ter ido. Pela internet, acompanhei a alegria de pessoas orgulhosas de serem o que são ou por apoiarem a minoria. Todos, com respeito, cantaram e dançaram o hino da paz: ‘Basta de homofobia. Amai-vos Uns Aos Outros’.Destaques em trio - Bailarionos (69)Só aquela chuva insistiu em desfazer muitas chapinhas e maquiagens. Entretanto, as drags, trans, os gays, os héteros e até os políticos e demais destaques dos trios não se importaram com isso. Deram muita pinta por lá.
Participantes (26)Drag Queen (1)
Li algo sobre um pequeno grupo de adolescentes que formou um arrastão para roubar  óculos da galera, mas a polícia prendeu um dos estraga-prazeres que, inclusive, continha em mãos óculos avaliados em até R$ 1500,00. Algumas phinas enrustidas tiveram de encarar a Parada de cara limpa. De fato, a Parada é um desfile de modelos diferentes de óculos e bonés (rsrs). Encontros (27)Participantes nas ruas (41)
Engraçado foi acompanhar as entrevistas pelo site UOL, comandadas pelo cantor Falcão, e ouvir vários caras – a maioria – se dizendo heterossexuais. Alguns abraçados com seus namoridos, inclusive (kkkk). Hilarius.
Preparei dois vídeos com as várias imagens que consegui. O primeiro mostra as imagens em geral e, o segundo, as dos encontros e desencontros na Parada. Para assisti-los, clique aqui e aqui.Símbolo Gay (30)Achei o máximo. Parabéns a São Paulo pela organização da Parada.

8 comentários:

  1. Olá Junnior
    Particularmente não participo desse tipo de evento. Fui uma vez a Sampa para conhecer a parada , mas não pretendo voltar mais. Acho que a mídia explora muito o lado festivo e caricato, deixando as questões relevante para segundo plano. Mas nem por isso deixa de ser um belo espetáculo.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. que bom que nenhum incidente aconteceu...

    ResponderExcluir
  3. Brilhante, perfeita ... parabéns mais uma vez a Sampa pela demonstração de respeito à liberdade ... lamentavelmente não pude ir ... das 15 só não fui a 03 ... mas enfim ... acompanhei pela net e fiquei feliz ... parabéns pelo registro ...

    ResponderExcluir
  4. é o que sempre digo lá no blog: SP é assim o ano inteiro, na parada há maior vivibilidade, mas não é nada diferente do que eu vivo nos outros 365 dias do ano. Os episódios "homofóbicos" é que são a exceção, embora muitos grupos queriam passar a impressão de que são a regra...

    Ps. ver a foto da Marta posando de rainha queer em plena SP, e os gays sem memória aplaudindo, é uma das coisas que me fazem ter vergonha de ser gay.

    ResponderExcluir
  5. Mamai-vos uns aos outros, com paixão e sofreguidão!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Pois eh, ainda não pude participar desse evento em sampa, mas ainda irei.
    agora concordo que o lado da luta deve ser melhorado.
    E a polêmica com os santos ? bapho!

    ResponderExcluir
  7. Daria TUDO para estar nesse evento! deve ter sido MARA! Bjoxxxxxxxxxx querido!

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei a frase e as imagens! Nada poderia ter sido mais antropofágico neste momento!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.