[para ler a postagem anterior, clique aqui]
Como eu já relatei para vocês, meu marido sempre achou tudo muito normal em nosso filho e considerava fantasiosas as minhas observações ou, como ele dizia, "coisas da minha cabeça". Ele sempre apoiou, defendeu e seguia o que a psicóloga aconselhava, mas sempre acreditou piamente que era tudo "coisa de criança". Aí chegou o Natal.
Uma noite, Ju e o pai conversavam sobre o presente de Natal e o Ju não sabia o que pedir. Normalmente ele só pedia livros ou eletrônicos.
- Pensa aí, cara [disse o pai].
 Depois de muito pensar e papear, o Ju falou:
- Já sei o que eu quero, pai: uma prancha da Gama, linha profissional. Uma que tem tecnologia "infra-red"; que emite uns íons e eliminam a eletricidade estática do cabelo. Muito legal!
O pai olhava para ele com os olhos arregalados. Paralisado, parecia não acreditar no que ouvia. De repente, uma reação:
- Você quer o quê?  De onde?
- Uma prancha pai. Essa da Gama tem tecnologia de íons e esses íons negativos neutralizam os íons positivos gerados no atrito da prancha com o cabelo. É isso que faz eliminar a eletricidade estática. Pai, o cabelo fica muito lindo!

O pai continuava paralisado e olhava para ele de uma forma estranha, com cara de quem não estava entendendo nada.
Eu assistia calada, de certa forma, apreensiva. Não tinha como imaginar a reação do meu marido àquele pedido. Depois de alguns minutos (olha, foram minutos mesmo), Ju continuava empolgado falando das propriedades da prancha e o pai paradão, com olhos arregalados.
De repente, ele vira para o Ju e fala:
- Filho, dá para a gente comprar "isso" junto?
Marcaram e foram comprar a prancha. Eu juro que daria tudo para estar presente e ver a cara dos dois fazendo essa compra.
Só sei que tudo foi bem natural, muito embora o pai continuasse a não emitir uma só palavra sobre o assunto. Mas, desde então, o pai se tornou companheiro do Ju em suas compras de cosméticos e perfumes.
Muita coisa já aconteceu depois disso e eu contarei aqui em uma dessas quartas-feiras.
Beijo amores. Até quarta.
Cassia IG
(contato: papodemaeig@gmail.com)
[para ler a próxima, clique aqui]


6 comentários:

  1. muito boa a reação do pai, misto de espanto/emoção com aura de cômico(para quem ver).

    ResponderExcluir
  2. Não saberia qual seria minha reação.
    Crianças agem tão naturalmente.

    Beijos,Cássia e Ju.

    ResponderExcluir
  3. AIM, QUE GRACINHA!!!!!!!!

    HAHAHAHAH!!!

    AMEI!

    ResponderExcluir
  4. Cássia, como sempre você escreve com uma delicadeza que mexe com as emoções da gente. Sou sua fã! Bjos

    ResponderExcluir
  5. AD, a cena acabou por ser muito engraçada. Nunca vou esquecer a cara do meu marido. Obrigada pela visita.Beijos.

    Oi Lobinho! O Ju já estava bem grandinho. Aos poucos vocês vão entender melhor essas histórias. Obrigada por etar sempre aqui. Beijo enorme.

    FOXX, isso bem recente. Prometo que vou contar a "rajketória" desse pai (que é uma figura).

    Paullo Azeviche, que prazer! Muito obrigada e um super beijo.

    Alda, eu é que sou sua fã. Quando estou estresaada, vou te ler e reler. Me divirto! Você é fabulosa. Beijo minha linda.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.