A gente sabe que concursos de beleza sempre atraíram os gays desde que o mundo é mundo.Mesmo quando imperava a cultura ultra machista e só as mulheres podiam concorrer ao tradicional concurso Miss Universo, os gays participavam de algum jeito: na organização, no staff, na plateia ou em casa tentando assistir pela tevê sem que a família percebesse um interesse maior do que o 'normal'.
Isso mudou, né? Os gays, mais uma vez, suplantaram esse preconceito e hoje, veja só, temos concursos exclusivos para homens supostamente héteros: o Mister Universo do qual já participou Rodrigão, o ex-BBB 11. Em maio deste ano, o homem eleito o mais bonito de 2011 foi o venezuelano Juan Pablo Goméz (foto acima).
Não podemos esquecer a maior conquista dos gays e talvez o seu alvo durante todos esses anos: o Miss Gay! O concurso elege as transformistas mais bonitas do Brasil. Nele, os candidatos se travestem e se transformam em belas mulheres fakes. Mas têm que ser gays! Nada de travestis, transex, etc.. Nem mesmo um par de silicones nos seios peitos é permitido. O Miss Universo Gay 2011 aconteceu na última quarta-feira, dia 12 de outubro,em Salvador-Ba, e elegeu a representante do Brasil, Guiga Barbieri, nome artístico do arquiteto Rodrigo Freijó, 27 anos (à direita).
Fica a pergunta: será que um dos principais motivos para os tradicionais concursos de miss perderem aquele glamour de outrora é justamente o fato de os gays deixaram de ser os maiores incentivadores/apreciadores e correrem atrás dos seus próprios títulos?
Naquela época, enquanto os homossexuais enalteciam, a maioria das mulheres tinha inveja ou falava mal das candidatas. E homem que era macho de verdade não assumia sequer que assistia pela tevê. Prestigiar ao vivo? Isso era coisa de boiola.
No meio disso, um concurso vem ganhando espaço na mídia e trazendo glamour e status aos gays: o Mister Gay Mundo. Vários países, inclusive o Brasil, representado por Eduardo Kamke, 29 (à direita), estão cada vez mais aderindo e o objetivo é conquistar mais do que 27 representantes - o total deste ano. O gay eleito o mais bonito do mundo em 2011 foi François Nel (abaixo, à esq), 28 anos, da África do Sul.
Diferentemente do Miss Gay, as bibas do Mister Gay Mundo aparentemente devem reunir aquelas três características que o Crô, o personagem gay de Insensato Coração, interpretado por Marcelo Serrado, chamou de "Triple M": másculas, marombeiras e musculosas. Com o "b" de bonito antes, claro.
Interessante mencionar a incrível forma física do candidato do Peru, Lorenjo Rojas, com seus também incríveis 41 anos (ao lado direito). Ele foi o mais velho dos participantes.
Os mais jovens foram os candidatos da Argentina e do Canadá, ambos com 21 anos.
Confira as fotos de todos no site oficial Mister Gay World.
Você aprecia algum ou todos esses concursos?



5 comentários:

  1. Estava vendo o site do Mister Gay World...aiai...Aquele australiano é lindo.
    Bom fim de semana,Ju!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. pêlos definitivamente são um defeito hoje em dia né?

    ResponderExcluir
  3. acho que o desenvolvimento da carreira de modelo e seu glamour foi mais importante para diminuir a importância dos concursos de miss do que a participação dos gays, até porque, sejamos sinceros, estes concursos de "miss gay" e "miss trava" não possuem a menor visibilidade nem mesmo no mundo gay.

    ps. não poderia deixar de dizer: tirando o travesti, que realmente ficou uma "mulher bonita", os demais não estão com essa bola toda... por aí tá cheio de gay mais bonito do que eles...

    ResponderExcluir
  4. Assinaria embaixo do comentário do DPNN.
    Eu sou gay e nunca gostei de concurso de miss. Nem de homem. Só ver? E de longe?
    Hoje em dia, com toda essa facilidade que existe, a gente vê coisa melhor a cada momento ("por aí tá cheio de gay mais bonito do que eles..."). Não faz, portanto, o menor sentido em glamurizar um concurso pra eleger um cara como esse venezuelano a seja lá o que for. Em qualquer praia aí no Rio vc vê coisa bem mais interessante...

    A verdade é que os concursos caíram de moda porque foram transferidos pro dia-a-dia, bem mais difícil.

    Hoje a beleza é tão divulgada, que chega a ficar sem sentido tentar eleger o ou a melhor.

    ResponderExcluir
  5. De fato depois que o homem hetero começou a cuidar da sua forma fisica, e estetica, e que as pessoas se deram conta que não existe um unico esteriotipo para gays, o dia a dia tem nos brindado com muitas beldades , melhores que as que participam do concurso.
    Acho que o glamour se perdeu também porque os resultados na maioria nao tem ido de acordo com a opiniao publica,talvez precisassem rever isso.Bjs!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.