[leia antes sobre o filme  "Glen ou Glenda?" que serviu de inspiração para esta postagem]

Que difícil essa coisa de gênero ou identidade sexual. Não me refiro à simplicidade da definição homem e mulher ou masculino e feminino, mas às pessoas que não se enquadram nela.

Digamos que Deus estivesse de saco cheio desse negócio de orientação sexual pra lá, identidade de gênero pra cá e convocou seus assessores para uma reunião.

- Pois bem, os chamei aqui para resolvermos os problemas de identidade de gênero e seus reflexos. Isso tem gerado muitos entraves ao desenvolvimento espiritual das pessoas. Intolerância, discriminação e preconceito são questões que engessam a humanidade e não a levam a lugar nenhum. Os seres humanos já poderiam estar em grau elevado não fosse esse círculo vicioso.

 Um dos assessores, sugeriu:

 - Senhor, e se permitirmos a materialização dos anjos da guarda de cada pessoa na terra para elas escolherem o sexo que quiserem. Depois disso, o mundo continuaria como se elas já tivessem nascido com o sexo escolhido.

Embora tenha considerado a execução do projeto um tanto complexa, pois envolveria  maridos, esposas e filhos das pessoas que não se aceitam homossexuais, Deus gostou e achou factível [para Deus, tudo é possível].

Perguntou a opinião dos demais e um deles indagou:
- Não é melhor focarmos somente nos homossexuais assumidos, bissexuais e falsos heterossexuais, ou seja, aqueles que rejeitam seus desejos por pessoas do mesmo sexo?

- Deus pensou e respondeu:
- Melhor deixarmos os heterossexuais, os verdadeiros heterossexuais, de fora. Alguns poderiam tomar decisões precipitadas e o resultado causaria desequilíbrio mundial no número de homens e mulheres. Muitas mulheres podem escolher ser homens.

Providenciem o mais rápido possível. Para ontem. Somente gays, ordenou Deus.

E assim os homossexuais, independentemente de idade e de aceitarem/assumirem sua orientação sexual, receberam visitas dos respectivos anjos da guarda. Após comunicarem que todos teriam cinco minutos para a decisão, e nem um segundo a mais, perguntaram individualmente:

- Pense bem antes de responder, pois não tem volta. Você tem direito de escolher e será atendido. Qual gênero quer pertencer: homem ou mulher? Não pode continuar homossexual ou viver como heterossexual reprimindo desejos por pessoas do mesmo sexo.

Quase todos os transexuais e a maioria dos falsos heterossexuais (alguns com homofobia internalizada), responderam rápido, sem rodeios: trocar e permanecer, respectivamente. A maior surpresa ficou com o deputado Jair Bolsonaro que quis ser mulher.

Os bissexuais também não causaram maiores problemas. Quase todos escolheram o sexo de nascença, pois consideraram menor a atração por pessoas do mesmo sexo. Senti-la não lhes gerava conflito com o gênero biológico.

Por outro lado, os anjos da guarda de muitos gays tiveram que exercitar a paciência.

Um gay após perguntado, exigiu:

- Quero a pele, a altura e o rosto da Angelina Julie. E quero a bunda da mulher melancia!

O anjo esclareceu:

- Você continuará com o seu biotipo, querida. Tudo será adaptado ao sexo oposto.

Ele bradou:

- Mas estou com cirurgia de implantação de silicone no bumbum marcada para próxima semana, oras.

O anjo pacientemente, respondeu:

- Você fará. Toda sua vida continuará do mesmo jeito. Tudo correrá como se tivesse nascido mulher.

Um gay bombado, perguntou:

- Continuarei com meus músculos?

 - Sim, adaptados ao limite do corpo feminino, respondeu aquele anjo.

Assim foi com todas os gays problemáticos: o filosófico, o cientista (que perdeu o tempo tentando arrancar do anjo alguma fórmula de rejuvenescimento para revolucionar a ciência), as que se tornaram famosas por causa da homossexualidade, etc.

David Brasil não se conformava em continuar gaga e quase estourou o tempo e a oportunidade de se tornar mulher.

Alguns gays, especialmente os metrossexuais que veneravam seus corpos sarados e seus próprios órgãos sexuais, não conseguiam resolver o impasse. Pensaram em continuar homens, mas não descartavam a possibilidade de se tornar mulheres.

- Como trocar algo lindo, maravilhoso e anatômico por uma coisa sem graça, sem forma e quase invisível, como a vagina?

- Como realizar sexo com mulheres? Homens são tão mais gostosos!

A dúvida continuava: "Como mulheres, posso ter todos os pintos que desejar". 

Pensaram demais e perderam a chance. Permaneceram com seus pintos para a satisfação das mulheres, inclusive as ex-gays que se tornaram mulheres.

Difíceis são as cabeças. Como gostamos de complicar, né não?

9 comentários:

  1. Rachei com o caso do David Brasil.

    O primeiro cara que fiquei,ele operou.Houve boatos que ele se arrependeu e o viram numa igreja em Londres.

    O ser humano,no geral,é complexo.Termino com uma frase de uma amiga: Deus sabe o que faz e nós nao sabemos o que pedimos.
    Beijos,lindo.

    Obrigado pelos posts.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa interessante!! rsrs
    Acho mesmo que somos muito complicados, e a cada dia que passa me surpreendo mais com a sexualidade humana.
    Crescemos acostumados a separar homem, mulher, hetero, gay, bi, trans, mas a nossa mente vai além disso.
    E concordo com a frase que Lobinho citou: não sabemos mesmo o que pedir, e o que temos está ali com seu propósito.

    Abração!!

    ResponderExcluir
  3. eu sei q é um conto, mas... vc acabou por dizer que todos os gays tem uma identificação feminina, q os homens gays se veem como mulheres. não vejo a questão de identidade de gênero um problema entre os gays, eu por ex, adoro ser homem, não qro ser mulher de jeito nenhum, mas sou gay. né?

    ResponderExcluir
  4. Foxx, acho que você não leu todo o texto. Releia.
    O maior problema dos anjos foram os gays que gostavam de seus corpos masculinos, não queriam ser mulheres, mas queriam continuar transando com homens.
    No seu caso, se recebesse a visita de seu anjo da guarda, poderia escolher manter-se homem, já que não gostaria de ser mulher "de jeito nenhum".

    ResponderExcluir
  5. Meu querido, acho que de todas as perversidades do deus tirano e impiedoso do Velho Testamento da Bíblia, essa seria a maior. hehehe
    O texto está muito inspirado e cheio de entre-linhas. É uma boa proposta de reflexão. Parabéns!
    Quanto à minha escolha: permaneceria homem e entraria de imediato para um mosteiro de reclusão máxima. rsrsrs ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. E porque pra acabar com o problema do preconceito Deus teria que acabar com os gays???

    Se isso tudo fosse real, eu preferiria deixar de existir a abrir mão de ser homem ou de ter que deixar de ser o que sou...

    Whatever, eu sei que foi só viagem. Mas não embarquei...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  7. Post para profunda reflexão. Não ouso comentar de cara ... vou reler e reler ...

    O amigo se supera a cada dia!

    bjão

    ResponderExcluir
  8. Ausente, tinha perdido esse texto. Muito boa a forma como você colocou a reflexão.
    Os tais anjos simplesmente não resolveriam nada, não é mesmo? Porque a questão não é assim tão simples, sabemos, e não existe receita pra todos.
    A identidade de gênero é coisa difícil de entender e explicar. Lembram do "Tom Boy", por exemplo?

    Eu mesmo não sei o que responderia. Porque gosto de ser homem, mas queria ser ainda mais homem, mas nunca deixar de gostar de homens, esses seres absolutamente adoráveis, principalmente quando têm na alma boa dose do que chamamos, impropriamente, de feminilidade, mas sem deixarem de ser viris.

    Ainda bem que é só um conto.

    ResponderExcluir
  9. A questão de gênero nunca foi resolvida por que não existe resolução ou o próprio movimento é a solução, até a quarta semana de gravidez, o indivíduo está formando sua gene, feminino ou masculino, e muitas vezes fica entre, hermafroditizadas, e nem sempre se definem, e é assim por que a natureza não tem intenção de a definição mantê-la, pois o movimento dos gêneros continua, seja pela psiquê ou matéria genética, portanto, o ideal natural da obra, é desdobrar-se na evolução de sua genética história. E não adianta as igrejas quererem controlar Deus e sua obra, tudo vai mudar independente da escola.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.