Essa foi enviada pelo meu irmão que mora na Alemanha (saudade) e é uma homenagem travessa ao amigo virtual, português, ManDrag, do Confessium.
Num concerto da Banda U2 em Lisboa, Portugal, o vocalista Bono, grande ativista, pediu silêncio ao público e começou a bater palmas no ritmo da música que os colegas da banda tocavam. Ele continuou batendo palmas...
A música foi ficando cada vez mais suave...
Ele olhou para os músicos e eles também silenciaram. Só as palmas ritmadas do Bono ecoavam pelo estádio lotado. Ele foi se movimentando até o microfone e olhando para as pessoas, todas quietas... 
Então, disse em tom sério:
- Eu quero que vocês pensem nisso... A cada batida de minhas mãos, uma criança morre de fome na África!
A seguir, ouviu-se a voz de um portuga das arquibancadas, em alto e bom som:
- Ora pois, então para de bater palmas, ó filho da puta!



6 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkk
    e eu achando q era sério...

    ResponderExcluir
  2. Oh! És um fofo querido! Obrigado pela homenagem!

    Os portugueses sempre foram e serão um povo solidário e com sentido de humor. Essa história é bem passível de ser verdadeira (ao contrário de muitas brejeirices de mau-gosto que tenho de suportar sobre quem não sabe nada de Portugal e dos portugueses) e não admiro nada que tenha assim acontecido, pois eu mesmo era capaz de uma saída dessas. kkkk

    Um óptimo domingo para ti (e as melhoras do Simba, que espero já esteja recuperado)

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. kkkkkk.Adorei.

    Nao sabia que vc tem irmao na Alemanha.
    Tenha um excelente domingo,Ju!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. hahahahaha
    mas será o Benedito?
    se marido diz que é possível de ter acontecido, quem sou eu pra desmentir

    beijos querido

    ResponderExcluir
  5. e eu aqui levando super a sério ... mas será o benedito? nem sou loiro ... kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.