Jonah Mowry, aquele garoto de 13 anos que aparece num vídeo viral do YouTube, chorando e exibindo cartazes que narram o seu sofrimento por causa do bullying na escola, seria um troller; um fake
Ele surgiu em outro vídeo (acima). Mascando irritantemente um chiclete com a sua melhor amiga do lado, ele agradece, num tom debochado, as mensagens de apoio. Pois, este último vídeo está deixando muitas pessoas com dúvidas.

Vocês podem me odiar, mas não acreditei. Embora a minha impressão seja o que menos importa nessa história, tenho que registrar: não passou verdade. Os vários olhares para os lados, como quem busca lágrimas a qualquer custo, não me sensibilizaram. Quando ele olha para a câmera é como quem está conferindo o resultado.
Dentre os códigos utilizados na linguagem corporal, um diz  que quando a pessoa mente seus gestos mudam: aumentam as piscadas, a mão tende a tocar o rosto (boca, nariz, orelha, olhos, cabelos) - site Cavalli Treinamentos.
Mas, como ia dizendo, o que mais importa mais é o fato de Jonah brincar com coisa séria. Várias pessoas estão postando vídeos no YouTube dizendo-se desapontadas e irritadas com o garoto.
Um deles, foi este aqui. Ri muito com o cara imitando o Jonah no chiclete.


Se esse garoto não foi sincero, as mensagens que muitas pessoas escreveram para ele foram. Então, que sirvam às crianças que realmente sofrem com o bullying nas escolas.
Assista ao primeiro vídeo do Jonah que deu início à polêmica.


8 comentários:

  1. Eu li os coments no Youtube.
    Entrei tb no canal dele.O que eu vi de gente ofendendo,nao está escrito no gibi(no caso,por ele ser gay).
    Independente de ser fake ou nao,os comentários de seu canal sao reais.Assusta ver tantos homofóbicos em pleno sec. XXI.
    Beijos,Ju.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Fake, Troller... será que isso importa? Ficção, Realidade... eu procuro a mensagem, o além dos meios, o que subjaz. Então, pra mim, a mensagem do vídeo cumpre um objetivo, que é o de re-velar algo, visto que esse “algo” apenas pode “ser” para aqueles que, em alguma situação, o vivenciam.

    Não é o caso para nós, nesse instante de espectadores do vídeo... lembrando Fernando Pessoa, “o poeta é um fingidor...” (kkkkkkkkk) não que eu queira comparar o garoto ao Fernando, Deus que me livre! Enfim, dá pra entender o que eu digo?

    Abraços Cesinha

    ResponderExcluir
  3. Oi Cesinha, deu pra entender, sim.
    E você até concordou com o que escrevi na postagem acima, no último parágrafo.
    Obrigado pela seu comentário.
    Abraços ;)

    ResponderExcluir
  4. Não quero ficar com a sensação de desapontamento e o sentimento de arrependimento.

    Como já aqui foi dito, o que conta é que o vídeo cumpriu um objectivo útil; o de ser mais um alerta para essa grave realidade que é a agressão de crianças, adolescentes e jovens pelos seus pares, assim como um movimento de solidariedade em torno desses casos infelizes.

    Eu estou feliz por ter contribuído, mais uma vez, para a luta contra esse flagelo. A minha consciência está tranquila. Os católicos têm uma expressão para estes casos: "Deus escreve direito por linhas tortas.", mesmo não sendo católico adopto neste caso tal pensamento.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Só mais um comentário... pra irritar (como venho aprendendo com o Lobinho... kkkkkkkk).

    Acho engraçado esse tipo de análise: os olhos do carinha viravam pra cima, isso mostra indecisão, as mãos tocando o rosto, sinal de mentira e por aí vai. São os tais “cacoetes”... nesse caso, cacoetes de psicólogo (kkkkkkkk... não que eu também não tenha os meus, bem entendido).
    Mas não deixa de ser interessante se deter “investigador” diante da árvore e perder a noção da floresta...

    Junnior: Entendi, sim, adorei seu post. Beijão pra você

    ResponderExcluir
  6. Sim, concordo com vcs.
    Como disse na postagem acima, o que eu penso é o q menos importa nisso tudo. A mobilização das pessoas e as mensagens enviadas servem para outras crianças q sofrem com o 'bullying' e mostram que há pessoas legais e solidárias nesse mundo.

    ResponderExcluir
  7. OMG! estou me sentindo como qdo tinha 5 anos e descobri q Papai Noel não existia ... rs

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.