O Prêmio Direitos Humanos é a mais alta condecoração do governo brasileiro a pessoas e entidades que se destacaram na defesa, na promoção e no enfrentamento e combate às violações dos direitos humanos do País.
A 17ª Edição ocorreu no dia 9 de dezembro, às 10 horas, no Palácio do Planalto, e foi presidida pela ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A presidente Dilma esteve presente e entregou os prêmios.
Pessoas físicas e/ou jurídicas são anualmente escolhidas em várias categorias por uma comissão julgadora constituída por personalidades nacionais e/ou indivíduos com notórios serviços prestados à causa dos direitos humanos no Brasil. 
O Ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal - STF, foi premiado na categoria "Direitos Humanos" pela importância de seu trabalho na expansão da garantia de direitos à população LGBT. Em maio deste ano, ele, como relator, reconheceu direitos dos homossexuais ao incluir as relações homoafetivas na lei que rege a união estável no Brasil.
Para ler o voto do ministro Ayres Brito no julgamento da ADPF nº 132 e ADI nº 4277, de maio de 2011, clique aqui.
Foto acima: Blog do Planalto (Flickr)

3 comentários:

  1. E que mais pessoas possam merecer esse premio ao lutar pela nossa classe!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, cai da cama hoje... fui baixar o voto... 49 páginas, affe, outra hora.

    Classe, que classe? É aquela coisa de Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie? Sei, sei...

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.