Os E.U.A. são um país desenvolvido, mas estão longe de julgar seus candidatos políticos colocando a competência e caráter acima da orientação sexual. Como no Brasil, se for homossexual assumido, a probabilidade de ocupar cargos altos, popular e democraticamente elegíveis, é pequena se comparada aos heterossexuais. Isso ocorre tanto no poder legislativo (deputados e  senadores) quanto no executivo (governadores e presidente da república).
O problema é que, para esconder a vida dupla, a maioria se torna inimiga dos gays. Frequentam lugares e principalmente transam com gays (alguns arriscam até um romance), mas são os primeiros a votar contra projetos de leis que ampliam os direitos LGBT.
A imprensa faz vista grossa aos políticos no armário quando são importantes e úteis. Quando os escândalos são inevitáveis, ela deita, rola e massacra os infelizes.
É uma pena que seja assim. Esses homens públicos, os sexualmente mal resolvidos, talvez até se tornassem bons políticos não optassem pela clandestinidade. O medo de assumir e de se posicionar, após eleitos, o tornam tão desprezíveis quanto os ladrões do colarinho branco. A mentira os leva ao mesmo caminho dos bandidos. Por fim, todos eles se unem.
Os vídeos abaixos são as primeiras partes do filme 'Outrage'.
Trata-se de um documentário, produzido em 2009 e dirigido por Kirby Dick, que fala sobre isso, ou seja, dos importantes políticos norte-americanos no armário os quais, por incrível que pareça, fizeram campanha contra legislações LGBT. São prefeitos, governadores, congressistas, etc.
Para ler a segunda parte dessa postagem, clique aqui.
x

7 comentários:

  1. nestas horas é q eu sinto inveja daquelas "bichinhas" da periferia, barraqueiras etc etc, q as bibas finas adoram ridicularizar ... elas não tem esta de armário ... se assumem e pronto ... estamos resolvidos ... qto mais poderosas intelectual e financeiramente mais covardes elas se mostram ... uma lástima ...

    ResponderExcluir
  2. Acho que tudo depende tanta coisa, e nada pode ser regra. Na minha cidade tem dois Policiais Militares que são gays , e super respeitados, sem contar que na delegacia tem mais, Tem uma lésbica fodona. E nunca ouvi dizer de preconceito, não com eles.

    ResponderExcluir
  3. Olá, FER. Obrigado pelo comentário. A segunda parte dessa postagem foi publicada hoje e lá estão os políticos gays assumidos de sucesso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, meu lindo, tudo em paz por aí?

    Eu até procuro entender as pessoas que, de uma forma ou outra, se "escondem" do mundo (dureza é esconder-se de sí mesmo... mas aí é outra conversa...). Mas do esconder-se a passar a apoiar, explicita ou implicitamente, qualquer coisa que reflita preconceito à homossexualidade! Isso eu não vou entender nunca!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  5. Oi querido novamente. Eu que agradeço pela visita e também respondi seu comentário por lá , abraços! Estarei seguindo por aqui>


    :::FER:::

    ResponderExcluir
  6. Aos poucos isso melhora, eu acredito. Eu me lembrei de uma postagem do tumblr "Não tenho preconceito, mas...":

    http://naotenhopreconceito.tumblr.com/post/14861723110/para-tudo-o-tiririca-e-um-travesti

    ResponderExcluir
  7. Ju, li a reportagem completa e achei bárbara! Me inspirou uma postagem no D.S.L. Beijos

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.