Zulu é o maior grupo étnico sul-africano. A grande maioria vive na província KwaZulu-Natal - alguns espalhados por Zimbabwe, Zâmbia e Moçambique. Estima-se que totaliza 11 milhões. Eles têm um rei, popularmente chamado de Rei Zulu, mas seu nome mesmo é Goodwill Zwelithini (foto à esquerda).
Durante a cerimônia de um dos eventos mais tradicionais da comunidade, na qual se comemorava o aniversário da batalha de sandlwana que, em 1879, marcou historicamente a vitória dos zulus contra o exército britânico, o sujeito resolveu ratificar e declarar mais guerra entre os cidadãos Zulu e os gays.
Tradicionalmente, ninguém mantinha relações com pessoas do mesmo sexo. Isto não existia e aqueles que o fazem devem saber que são fedorentos. Eu não ligo para o que vocês pensam. Se são homossexuais, devem saber que é mau [mau??] e que vocês são fedorentos. A homossexualidade é inaceitável.
A África, como sabemos, é o continente mais homofóbico do mundo (sobre isso, leia aqui). 
Boa parte dos países africanos vem sofrendo pressões políticas de países desenvolvidos, principalmente do Reino Unido, para que reveja sua postura e leis retrógradas.
Apesar disso, de vez em quando, encontramos pessoas influentes daquele pedaço miserável do mundo, declarando pérolas como a transcrita acima.
Podemos pensar que tal postura é uma ressaca de tempos mais tempestuosos, mas não devemos esquecer os cidadãos homossexuais que vivem em lugares como esses. Sob influência de líderes dessa natureza, cidadãos africanos se tornam mais agressivos, menos tolerantes e ainda mais discriminatórios nas ruas.
Consegue imaginar a repercussão de uma declaração do ex-presidente Lula nessa proporção (excluamos a Dilma dessa)?
Não, eu não consigo.
Eu precisava encontrar esse homem e lhe falar que sou gay, mas limpinho. E cheiroso!
Deixaria ele perceber antes a minha fragrância Diamonds, Armani. Depois, ressaltaria, claro, que da miséria, da fome e das doenças africanas - advindas em grande da má-administração, corrupção e descaso (isso sim é ser maaaau) de líderes como ele - emanam um cheiro horrível e tão forte que nem trocentos mil caminhões-pipa carregados de perfumes Diesel, Dior, Calvin Klein e etc poderiam lavar e eliminar tanta sujeira, mau cheiro e maldade. Dá pra sentir daqui, onde estou agora, e em todos os continentes do mundo.
Juro que tenho preguiça de pessoas como "King Zulu", por mais que penso e escrevo.... Aff.
Me diga, qual o seu perfume preferido? Qual costuma usar?
(Fonte: Angop-Agência AngolaPress)

8 comentários:

  1. Vou deixar de lado esse shit’s king... fedorento deve ter o que merece; não dizem que inferno tem cheiro de enxofre!

    Agora... peraí... Diamonds (cítrico, ligeiramente amadeirado, toques de vetiver, fundo âmbar)... aí, aí... olha, que coisa mais linda, mais cheia de graça (affe)... entramos no meu ambiente, digamos, frivolité... adorooooo...

    Cesinha tem seu lado... volúvel (kkkkkkkk)... assim, eu não consigo ter “o” meu perfume. Eu gosto de variar... dependendo da fase e dos meus estoques (beijos, mãe!).

    Exemplo: atualmente, de dia vou de CKIN2U (cítrico, fechando no âmbar). À noite, aí depende... se não tiver nada interessante vou de Tommy (cítrico/frutal, ambarado/amadeirado). Agora, se tiver alguém que eu possa chamar de meu, então tem que ser Prada (bergamota/cardamomo/vetiver/açafrão/sândalo)... o vidro tá praticamente cheio!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. não é a toa que a África está cada vez mais miserável. com líderes assim!

    ResponderExcluir
  3. pois é, mas tem que lembrar que ele não é bem um lider de uma nação africana né? ele é lider de uma etnia, não de uma nação...

    sobre perfume, atualmente estou usando o 212 men e ganhei essa semana da minha mãe o Kaiak

    ResponderExcluir
  4. Vou usar um trechinho de uma música da Sara Bareilles para dizer o que eu penso do King Zulu:

    "You've got opinions, man
    We're all entitled to 'em, but I never asked
    So let me thank you for your time, and try not to waste anymore of mine...

    ...Who cares if you disagree?
    You are not me
    Who made you king of anything?
    So you dare tell me who to be?
    Who died and made you king of anything?"

    Perfume? Bom, eu uso o Malbec, Galbe e Barollo (Boticário).

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Bom eu não posso penalizar somente os líderes das nações africanas pela situação daquele continente e desprezar interesses escusos internacionais de séculos. Mas...

    Fala pra ele que tem muita gente que não liga pra ser cheirosinho e que "cheiro de homem" é até um certo fetiche para alguns. Então...

    ResponderExcluir
  6. Ah ta! O homem vem cheio de homofobia perseguindo os homossexuais e as bichas desatam a discutir perfumes! Gostei!

    Bicha será sempre fútil mesmo!

    Mas para não deixar as minhas queridas irmãs tão raivosas não me vou escusar de confessor que odor uso.
    Quando e reitero QUANDO, me perfumo uso AINDA um velho Yardley que o meu pai deixou (o frasco já ia a meio) ao morrer em 1977 (quente, madeiras, âmbar, almiscar). Acredito que o frasco ainda viesse dum stock dos idos de final da década de 60.

    Chamem-me o que quiserem; estou-me absolutamente nas tintas para opiniões de bichas estouvadas.

    Beijos, querido. Saudades de falar contigo. Nunca mais apareceste. Só posso concluir que fugiste! :P

    ResponderExcluir
  7. eu concordo com o rei seja la do que for. eu tenho nojo de viado, por mim vocês que queimem no inferno! viva a familia! viva a heterossexualidade! se cu fosse pra meter, as mulheres tinham nascido com ele virado pra frente... bando de boiolas afeminados do caralho! vocês são a vergonha da sociedade!.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.