A armação de políticos corruptos elegeu Paulo Ventura (Domingos Montagner) presidente da Câmara dos Deputados. Antes, ele fora eleito deputado federal com o maior número de votos do país e era um parlamentar honesto, ideologista e solitário. Por isso mesmo, facilmente manipulável, acreditavam os falsos apoiadores.
Uma derrapada na curva da história provoca a morte do presidente e do vice-presidente da República. Dessa forma, pela ordem sucessória e, literalmente, da noite para o dia, o homem se torna o novo presidente da República.
O mal-estar foi geral. Dos deputados que o queriam apenas por interesses escusos ao corpo ministerial, formado pelo antecessor morto, todos ficaram temerosos com o inesperado poder daquele homem: A minha mulher Antônia (Maria Fernanda Cândido) é historiadora. Ela afirma que a história é feita de imprevistos. É isso que eu me tornei pra vocês: um imprevisto. Teremos que nos aturar nos próximos quinze meses, discursou o novo presidente diante dos representantes ministeriais.
Acima, o resumo que preparei sobre o que vi ontem, na estreia da minissérie. Confesso que me surpreendi positivamente. Com essa sinopse, compraria o livro e assistiria ao filme.
O brasileiro em geral sente necessidade de transparências e eu não sou exceção. Muito pelo contrário.
Porém, no meio disso, há uma transexual.
Júlio, filho do casal agora mais importante do país,  teria sido rejeitado pelo pai há alguns anos por causa de sua orientação sexual - ou de seu transtorno de identidade de gênero - e foi morar em outro país. Agora, Antônia exige que o marido o traga de volta.
A minissérie não mostrou ontem essa personagem. Deixou claro apenas que o filho existe e que odeia o pai.
Disseram por aí que a interpretação caberia à modelo transexual Lea T, mas não teria dado certo por desajustes contratuais. A bola passou para o ator Murilo Armacollo, 24 anos (fotos).
Não o conhecia. Na coletiva de imprensa, o ator não compareceu.
A pergunta que não quer calar: a importância da personagem transexual se limitará aos escândalos pessoais que os inimigos políticos de Paulo prepararão para tentar desmoralizá-lo ou afastá-lo da presidência da República?
Espero que a minissérie não seja tão previsível. Seria uma decepção.

10 comentários:

  1. gostaria de ver esta série mas com o horário ingrato, não dá

    ResponderExcluir
  2. comecei a ver e parece interessante ainda mais com este detalhe ...

    vamos conferir

    bjão

    ResponderExcluir
  3. bem, eu espero que seja previsível assim.

    ResponderExcluir
  4. Vou me interessar pela minissérie assim que essa maravilha entrar em cena...Pura franqueza! Não vejo graça nesse tipo de dramaturgia.... Bjos Ju

    ResponderExcluir
  5. A história parece interessante, o ator também.bjs!

    ResponderExcluir
  6. Vixi,só Deus sabe qdo passará na Globo Internacional.
    Beijos,Ju.

    ResponderExcluir
  7. vou poder acompanhar só pela internet pois seis horas já estou fazendo função. quando chego ja acabou....

    ResponderExcluir
  8. Você não achou esta minissérie um descarado panfleto da moribunda direita brasileira? Será que podemos esperar desta facção qualquer favor e relação aos LGBTT?

    ResponderExcluir
  9. Olá, Murilo. Obrigado pelo seu comentário.
    Partindo do princípio que grupos de direita são políticos ou partidos com ideaiss conservadores, sim.
    Porém, a minissérie não retrata duelos partidários ou brigas de políticos de direita/esquerda. Pelo contrário. A personagem protagonista assumiu a presidência da República ao acaso. Era um parlamentar solitário e sem qualquer aliança. Isso ficou claro no primeiro capítulo.
    As ações governamentais dele, como dito, buscam acima de tudo a transparência e o combate à corrupção.
    Creio que precisamos de pessoas assim, e não estou me referindo somente ao governo, se é que me entende..
    Quanto aos interesses LGBT, vc percebeu que deixei propositalmente pro final da postagem. É a única dúvida que possuo a respeito da imparcialidade da minissérie e da sagacidade do autor.
    Abrçs.

    ResponderExcluir
  10. Bom, vamos ver no que dá isso daí. Vou esperar pra ver tudo pela internet depois..

    Abraços!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.