O anjo disse-lhes: ‘não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura’. E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia: 'Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens de boa vontade' (Lc 2,10-14)
Esta postagem não terá sentido aos ateus ou aos que, pelo menos, não se perguntam de vez em quando se afinal homossexualidade é pecado. Me desculpe se ficou grande, mas, além de reunir notícias com datas diferentes, o tema é religião, né?
Comecemos logo com algumas indagações.
O pecado é a homossexualidade ou o pecado é a prática poligâmica dela?
Para teólogos em geral, não há diferença. Promíscuo ou não, você não conhecerá o reino de Deus enquanto não se arrepender verdadeiramente desse pecado chamado pela Bíblia de 'repugnante'.
Por outro lado, enquanto viver, você tem o benefício do arrependimento. Só que o verdadeiro arrependimento inclui abstinência. Nada de fazer 'aloka' e sair para comemorar o aniversário de seu melhor amigo que é um "porra-louca" e que convidou vários gatos e gatas (lésbicas, claro) para sua festinha.
Aliás, se não consegue convencer seus amigos gays de que estão cometendo pecado 'nojento", delete-os do seu rol de amizade. É muita tentação e não dará certo.
Encher a cara? Nem pensar. É outro pecado gravíssimo.
Os gays, segundo os estudiosos bíblicos, estão no mesmo patamar dos bêbados, ladrões, assaltantes e etc -- por mais honestos e comedidos que sejam. Sem falar que, bêbado, você estará mais vulnerável a recaídas sexuais. 'Cool' de bêbado não tem dono!
Agora, se for gay e alcoólatra, você está 'lascado'- sem trocadilho por favor.
Vejamos uma das passagens do novo testamento - sim, segundo os entendidos, há mais de uma :
Vocês sabem que os maus não terão parte no Reino de Deus. Não se enganem, pois os imorais, os que adoram ídolos, os adúlteros, os homossexuais, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os caluniadores e os assaltantes não terão parte no Reino de Deus. Alguns de vocês eram assim. Mas foram lavados do pecado, separados para pertencerem a Deus e aceitos por ele por meio do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito do nosso Deus. (1 Coríntios 6:9-11 BLH)
Outra pergunta recorrente: é possível deixar de praticar a homossexualidade sem viver pensando nela? Ou adiantaria, religiosamente falando, claro, se abster da prática e continuar alimentando fantasias homossexuais através da masturbação, por exemplo?
Eu não sei o que psicólogos e religiosos respectivamente pensam sobre isso.
_____________________________________________
Bom, essa maneira divertida, mas não desrespeitadora, de abordar um assunto tão antigo e polêmico é porque durante a semana li duas matérias que me chamaram atenção.
Ambas tratam de religião ou da maneira como religiosos reagem aos homossexuais. A primeira é daquele jeito que estamos acostumados.
Lanna Holder é homossexual, pastora, líder e criadora da igreja Cidade de Refúgio.
Pois bem, antes dessa empreitada, Lanna foi uma reconhecida pastora pentecostal e vivia uma vida heterossexual por causa da visão fundamentalista da igreja que até então frequentava.
Ela se apaixonou por uma mulher, abandonou (alguns dizem que foi expulsa) a antiga igreja e ambas hoje praticam a religião inclusiva da Cidade Refúgio, a qual evidentemente aceita a prática homossexual.
Após criar o ministério, ela vem sendo negativamente criticada pelos antigos companheiros e colegas. Recentemente concedeu uma entrevista ao site Gospel Mais na qual expôs o seu ponto de vista. Por isso, recebeu vários adjetivos chulos de leitores. 
Alguns dias depois, duas personalidades gospel publicaram matérias com datas distintas no mesmo site para censurar a pastora. A primeira, uma psicóloga, entre uma análise e outra, escolheu a palavra 'herege' para defini-la. A outra, um blogueiro que parece conhecido do meio, preferiu algo mais, digamos, animal. A chamou de 'porca' (respectivamente aqui e e aqui).
Típico, né?
_____________________________________________
A segunda matéria é uma surpresa agradável. Ela demonstra que há vida inteligente e sensível entre religiosos ferrenhos. E mais. Há compaixão e amor ao invés de ódio n'alguns daqueles coraçõezinhos.
A notícia foi publicada no próprio site Gospel+
Segundo informa, um grupo cristão foi à Parada do Orgulho Gay de Chicago trajando camisetas com a seguinte frase: "I am sorry" (me desculpem). Isso porque eles estariam envergonhados da forma pela qual as igrejas tratam os homossexuais.
O ato em si poderia passar batido por demonstrar uma dose de demagogia, mas foi algo arrebatador quando dois religiosos presentes no evento literalmente receberam de braços abertos e sorrisos afáveis um dos participantes da passeata gay que, usando somente uma cueca, se dirigiu a eles, os abraçou e disse: 'Obrigado'.
O momento foi registrado, a foto (acima) foi publicada no site Imgur (um hospedeiro de imagens) e lá obteve mais de dois milhões de visualizações.
A relação dessas passagens reunidas neste 'post' não poderia ser melhor explicada por Nathan, um dos manifestantes cristãos presentes. Ele ressaltou que a atitude tomada por ele e seu grupo foi inspirada na compaixão de Jesus para com as pessoas:
Infelizmente, a maioria dos cristãos prefere julgar, em vez de procurar compreender. A maioria não vai nem saber se essa pessoa dançando de cueca tem um nome. No entanto, acho que Jesus também o abraçaria. Mais do que a aceitação, é a reconciliação. Falar sobre reconciliação é lembrar dos erros cometidos. É algo forte e transformador pois dois partidos contrários e que possuem todo direito de se odiar, se unem para o bem de todos.

13 comentários:

  1. Ai que abraço gostoso neh, kekkeke. ainda bem que as coisas tão mudando, mas infelizmente é isso: sempre terá quem use o famoso não terás o Reino de Deus e pronto. Tem gente que é capaz de bater em Deus se imaginar que ele receberia um gay na sua humilde residência.Grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. essa tradução de coríntios está errada, aonde vc lê homossexuais coloque covardes, é isso que a palavra grega significa.

    ResponderExcluir
  3. Boa madrugada, meu lindo.

    Sem muitas delongas, dado o avançado da hora (kkkkkkk)... pra rebater a passagem que você citou acima, a primeira epistola (ui) de Paulo aos Coríntios, utilizo (homeopaticamente falando, se é que me entende) outro trecho (sem me preocupar tanto com sutilezas de tradução):

    “Porque, como um corpo é um todo tendo muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também Cristo... Assim o corpo não consiste num só membro, mas em muitos... O olho não pode dizer à mão: ‘Eu não preciso de você’, nem a cabeça aos pés: ‘Não necessito de vocês’. Antes, pelo contrário, os membros do corpo que parecem os mais frágeis são os mais necessários... Se um membro sofre, todos os membros padecem com ele; se um membro é tratado com carinho, todos os outros se congratulam com ele” (Paulo de Tarso, em I Cor 12:12-26)

    E viva a diversidade!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  4. Gente, o trecho de Coríntios foi transcrito do Google e, como eu disse acima, é segundo o entendimento dos estudiosos.
    De qualquer maneira, transcreverei aqui 'ipsis litteris' o que está na Bíblia, extraído do livro mesmo que possuo em casa.
    "Vocês não sabem que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não se iludam! Nem os imorais, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os caluniadores irão herdar o Reino de Deus. Alguns de vocês eram assim. Mas vocês se lavaram, foram santificados e reabilitados pelo nome do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito do nosso Deus."
    Portanto, não está lá "homossexuais', mas sim "efeminados" e "sodomitas". Esta última, é um dos inúmeros adjetivos usados pelos estudiosos aos homossexuais.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. e quem disse q eu quero ser salvo eim? o "MEU CÉU" já está garantido pelo "MEU DEUS"! #fato

    ResponderExcluir
  6. Quando alguns religiosos usam a bíblia de forma literal, descontextualizada, mal traduzida e fragmentada, eu só consigo me lembrar desse texto:

    http://www.diversidadecatolica.com.br/bibliografia_detalhes.php?id=24

    ResponderExcluir
  7. Comentando sobre o que sei do assunto, sei que Deus ama o pecador e abomina o pecado. Sei que igreja que tem o verdadeiro Deus, não faz acepção de pessoas, sei que Jesus disse, vinde como estas, sei que Jesus diz aquele que vem a mim de maneira alguma lançarei fora, sei que Deus é amor. Religiosidade não pertence aos ensinamentos Cristãos, e quem tem Cristo tem amor genuíno por todos os seres humanos, independente se ele é um assassino, ladrão, etc. Jesus morreu por "todos" sem exceção.

    Ps: na bíblia diz que não há sequer
    uma única pessoa que não seja pecadora, " pois TODOS pecaram "

    ResponderExcluir
  8. Há muita controvérsia em relação a esse trecho da bíblia, pois os escritos originais são em hebráico arcaico. Quando ela foi passada para o grego e para o inglês, a palavra covarde foi traduzida como sodomitas e efeminados. Eu li isto em uma superinteressante especial sobre religião. Se não foi assim foi parecido, procure ler a reportagem.

    ResponderExcluir
  9. Gente... sério que voces estão discutindo hermenêutica?! My God!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. O link deixado pelo Cara Comum é sensacional. Se tiverem um tempo, leiam.
    Trata-se de uma carta escrita por um estudante de teologia a uma religiosa fundamentalista.

    ResponderExcluir
  11. sim, junior, eu sei q o texto da biblia está escrito isso, o que eu quis dizer é que o texto da biblia está errado... está mal traduzido, e eu tb sou um especialista no assunto, falo por causa disso.

    ResponderExcluir
  12. foi isso aqui q eu tentei dizer mas ao resumir em um pequeno comentário acabei sendo mal interpretado...


    http://soumundano.blogspot.com/2011/01/biblia-i-carta-de-sao-paulo-aos.html

    ResponderExcluir
  13. Foxx, eu sei disso e agradeço o esclarecimento.
    O fato de eu ter usado um trecho do Google antes, contendo a palavra 'homossexual', ficou meio tendencioso - mais ainda do que está na Bíblia.
    Só me dei conta disso após ler o seu comentário e a própria Bíblia.
    Tudo bem que deixei claro que as interpretações citadas na postagem não são minhas, mas de estudiosos e de teólogos.
    Mesmo assim, achei melhor transcrever 'ipsis litteris' o teor bíblico.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.