O que pensar do governo de um País que infiltra na sua administração, sem o menor pudor, sete ministros envolvidos com corrupção - já afastados -, mas é pudico ao aprovar - ou melhor, reprovar - um vídeo de campanha contra HIV durante o carnaval só porque contém um casal gay simulando carícias numa boate?
O vídeo provavelmente foi produzido pela agência de propaganda contratada pelo próprio governo, chegou a ser disponibilizado no portal do Ministério da Saúde e, pasmem, foi retirado logo em seguida.
O ministro Alexandre Padilha teria alegado que o conteúdo não é apropriado ao público em geral e somente deverá ser exibido em "espaços fechados ao público gay". Segundo ele, já existe outro dedicado aos homossexuais o qual será brevemente exibido nos canais abertos da tevê.
Se não havia sequer um selinho entre o casal gay do vídeo vetado, o que virá no próximo? Uma troca de olhares a longa distância?
Esse tipo de (re)ação enfraquece! Ajuda aê, Dilma.
A campanha contra HIV do governo para o carnaval deste ano tem como meta os jovens entre 15 e 24 anos, os bissexuais e homossexuais de todas as idades.
Curtam o carnaval, lembrem da camisinha e esqueçam a fada madrinha. No final das contas, o vídeo deveria mesmo ter sido vetado, mas por outros motivos. Achei tão anêmico.
Como este espaço é a-ber-to ao público gay e ao hétero, assistam ao vídeo.
[Fonte: O GLOBO País]
-->

6 comentários:

  1. D. Dilma e a Senhora Secretária dos Direitos Humanos q tanto prometeram aos poucos vão caindo na vala comum de todos os políticos desta terra ... uma pena pois eu mais uma vez acreditei e alimentei esperança nelas ... enfim ...

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, meu lindo.

    Sabe, eu já conhecia a campanha toda... cartazes, folders, filmes. Um amigo meu esteve envolvido na preparação desse material. Não tem o que dizer... na verdade não existe absolutamente nada pra não exibir esse vídeo. É pura neura, mesmo de quem vetou.

    O mais triste é que vem do Ministério da Saúde, isso é que me assusta... ou não?

    Beijão.

    ResponderExcluir
  3. A grande m do nosso sistema político é que mesmo gente bem intencionada acaba refém de gentem muito ignorante e mal intencionada. Os primeiros optaram por governar a qualquer custo, e para isso são dependentes do segundo grupo. Ou cede, ou não consegue governar. Uma equação difícil, cuja solução adotada eu nunca apoiaria (aliás, por isso nunca seria político propriamente), mas que é reflexo do nosso sistema, da nossa democracia, do preconceito que ainda existe na sociedade. Infelizmente.
    Aqui em Brasília a campanha para a proteção durante o carnaval mostra vários casais, de relance. Um deles, dois homens. Tudo muito discreto. Talvez por isso não tenha sido "vetado" até agora.
    Aqui, o link do video:

    http://www.youtube.com/watch?v=fhp4gMVpi-A

    ResponderExcluir
  4. É hipocrisia dessa porra de país meu caro...

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. A presidente Dilma já argumentou que o governo não pagará com dinheiro público campanhas que façam propaganda homossexual (Risos). Que tal proibir as campanhas onde a família heterossexual brasileira aparece feliz e melhor com projetos públicos do governo. Afinal, a quantos anos os governos não financiam propaganda heterossexual para manter a falsa maioria?

    ResponderExcluir
  6. Isso me dá muito medo mesmo... Se continuar nesse ritmo, qualquer dia vamos acordar e vai ter uma lei mandando a gente para campos de concentração ou nos condenando à morte... Não duvido!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.