Tem que curtir muito fotos antigas, como eu, para apreciar os vídeos abaixo.
Trata-se de 14 minutos de história dos trajes de banho masculinos ao longo de um século. Fotos e mais fotos de homens - e até de pretensos casais gays - com os mais variados modelos, desde maiôs até as sunguinhas. Destaque ao período 'speedo'. Lembra?
Adooooro!
Falarei agora sobre o segundo vídeo da postagem. É curto, tem menos de 1 minuto.
Sabe o que me atrai tanto no 'vintage'? É a possibilidade, mesmo que pequena, de realizar o desejo de viajar através do tempo.
Desde a infância, possuo essa vontade. Acho que começou na década de 1970 com o seriado "O Túnel do Tempo". Quem foi criança naquela época conhece. Eu parava tudo pra ver. Lembro da música de abertura. Tão misteriosa quanto o filme [estou cantarolando enquanto escrevo essas linhas retrô].
Quando o episódio do dia abordava uma viagem ao futuro, não me empolgava tanto. Gostava mesmo era do contraste entre o primitivo e a atualidade. 
É engraçado pensar agora que aquela 'modernidade' é hoje o próprio 'vintage'.
Recapitulando então, o primeiro vídeo é o das sungas. O segundo é o da abertura do seriado. Assista agora.
xx

11 comentários:

  1. Supimpa! e pensar q vi e usei alguns dos modelitos ... OMG

    a trilha sonora é algo à parte eim?

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Não assisti o seriado! Tenho uma imaginação que não me deixa em paz, é só sair na rua que fico imaginando como uma pessoa do passado reagiria ao ver como o mundo se tornou, faço sempre isso, poft!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que video lindo! Eu adoro esse tipo de musica também. Cheira a passado que não tivemos...

    Se pensarmos bem os modelitos eram mais bonitos, né não?! Até esses maiôs enormes tem um certo charme... eu usaria.

    Beijos

    PS: Ahn... cadê o video lá de cima? :(

    ResponderExcluir
  4. E eu me lembro de algo mais atual: video show : direto do tunel do tempo, risos!

    ResponderExcluir
  5. confesso que tenho medo da fase speedo...kkkk eu prefiro essa mais atual, com a sunga menos cavada. Adoro coisas vintage e retrô, mas minha "praia" é o visual rockabilly, pinup. Curto muito!

    ResponderExcluir
  6. Tendo homem dentro da sunga qualquer modelo pra mim é válido... eu não as enxergo mesmo... tiro-as com os olhos.. Linda postagem bebê! Bjos

    ResponderExcluir
  7. não tive tempo de ver o video, mas volto depois...

    ResponderExcluir
  8. Qualquer modelito fica bem, quando o modelo vale a pena!
    Sungas cavadas, porém, raramente.
    Bonita retrospectiva.

    ResponderExcluir
  9. Ah, eu adoro o vintage tbm.
    E adoro essa ideia de viagem no tempo.
    Sempre tive vontade de conhecer os anos 60, 70, os anos 20, a época do descobrimento. Nossa! Seria cada viagem.
    Imagina uma empresa vendendo viagens no tempo.
    Pacotes para nascimento e Paixão de Cristo com retorno pelas Cruzadas em preço promocional. rsrs
    É, acho que não iria funcionar!
    A gente ia mudar tudo! rsrs

    Abração!!

    ResponderExcluir
  10. Viajar no tempo, imaginando... Já fiz alguns artigos sobre isso no Confessium; um deles sobre Ipanema (http://confessium-mandrag.blogspot.com/2010/08/ipanema.html)
    Como disse num desses artigos ao visitar um lugar fico sempre imaginando como ele teria sido antes da intervenção humana e mesmo, ao longo da história dela.
    Adorei o vídeo, com um swing bem retrô. rsrsrs

    O seriado não vi, nem sabia da existência. Na Europa, além da opção pelas produções televisivas norte-americanas, temos também as produções europeias e australianas de muito boa qualidade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu também gosto da ideia de viajar no tempo, mas eu me empolgo mais com o futuro, sempre!

    Outro dia eu e o Maridão estávamos vendo um DVD com todos os episódios da série "O Túnel do Tempo". Simplesmente fantástico!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.