Mônica acorda sem disposição para trabalhar. Senta-se na cama, solta um bocejo que parece um desabafo de sua insatisfação. Olha para o lado, confere se o marido não acordou com a sua bufa, mas o homem dorme como anjo.

Seu olhar fixa na cena. Como consegue? Faria qualquer coisa pra trocar de lugar com ele hoje, divaga enquanto apoia o cotovelo direito no joelho e coça a cabeça entre os fios de cabelo.  

Assustada com a hora, pula da cama, entra na suíte e inicia o ritual pre-laboral.

Em poucos minutos ali está ela, uma morena linda e cheirosa. Dá os últimos retoques na maquiagem em frente ao espelho da sala. Passa a mão na bolsa em cima do sofá e corre para o hall.

Enquanto o elevador a transporta do 22º andar à garagem, ela confere o visual mais uma vez no espelho grande. Percebe-se mal-ajambrada. A camisa de seda, no estilo social, parece quase para fora.

Sem pensar, levanta a saia até a altura dos seios, estica a camisa por dentro da calcinha, suspende os braços e dá uma rebolada para a saia ficar no lugar certo. Antes de sair, olha em direção à câmera e estende o dedo médio.

Enquanto isso, apesar de quase um ano desempregado, o marido Marco dorme como anjo. E com os anjos.

O primeiro é Gabriel que está prestes a chegar. Marcos pula da cama ao pensar na hora. Precisa se montar para o encontro.

Após alguns minutos, ali está ele, uma linda morena cheirosa dando os últimos retoques na maquiagem emprestada de Mônica.





Imagens: Google. Essas fotos foram a fonte de inspiração para o conto acima.

11 comentários:

  1. Nossa, quanto tempo que o meu lindo não mostrava esse lado literário pra gente. Eu já te falei, nem sei se lembra (às vezes parece que não lembra de nada... kkkk) que você escreve de um jeito tão gostoso, leve. Ao mesmo tempo passa a impressão de que estamos lendo algo real (que na verdade estamos, existe um entorno do conto que é). Adorei!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, lindão.
    Acho que vou voltar a escrever os contos só porque você elogiou (rsrs).

    ResponderExcluir
  3. desculpa, mas estas fotos me chamaram mais atenção que o texto. FO-DA!

    e é muito amor entre vc e o Cesinha né?

    ResponderExcluir
  4. E não é que o menino escreve bonito! Ficou ótimo. Discordo do Foxx. As fotos apenas ilustram o que o texto já havia desvelado.

    Abração.

    ResponderExcluir
  5. Foxx: uma (boa) imagem vale mais do que mil palavras, né?

    ResponderExcluir
  6. Lucas, querido, vindo de vc, autor de textos primorosos do blog que eu adoro, é um elogio especial.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  7. Essas maquiagens daqui fazem milagres. huahauhau.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana o conto mesmo, e se parar pra pensar, porta bem pra realidade... pessoas e suas "máscaras"...

    As fotos são surpreendentes, lembro também de um vídeo, mostrando a transformação do Sr. Japonês para a Srta. Japonesa. Engana, tranquilamente...

    Abração! Ótimo feriado!

    ResponderExcluir
  9. uma vez vc fez uma pesquisa sobre o q gostamos no Junnior aqui no Blog ... eu registrei na época q adorava a sua veia contista ...

    continue e dê espaço a este Junnior ...

    bjão

    ResponderExcluir
  10. Peter, obrigado. "Máscaras" foi uma palavra bem colocada no contexto.

    Bratz: lembro sim querido. Por conta disso, inclusive, eu estava ansioso pelo seu comentário.

    Bjauns.

    ResponderExcluir
  11. Obrigado a todos pelos comentários e já estou providenciando mais contos, rs.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.