...universal, eu acho, é a única palavra que eu poderia realmente usar [para descrever sua sexualidade]. Seria tolice para mim perder qualquer mercado que seja. Há gays, bissexuais, heterossexuais e solo [pornografia]...(Jeff Stryker)
Quem comparou o ator pornô mais pop de todos ao ator Cary Grant (1904-1986) foi o cineasta John Waters (Hairspray). Mas por quê?

Além do fato de ambos serem internacionalmente famosos e belos, Grant é um dos maiores ícones da indústria cinematográfica e manteve um intenso, conturbado e não assumido romance com o ator Randolph Scott (1983-1987).
Se Waters sugeriu que o talento de Cary Grant era ainda maior do que a gente imagina, somente ele pode confirmar. Se é que você entende.


Jeff Stryker completa 50 anos em 2012 (21/08) e foi objeto de desejo de muita gente no auge de sua carreira. Ele atuou em pornô homo, bi e heterossexual, na mesma proporção. Sua filmografia conta com 17 filmes gays e 16 bi e heterossexuais no período de 1986 a 2001.

No entanto, foi como protagonista de filmes gays que se tornou talvez o ator pornô mais conhecido do planeta durante as décadas de 1980 e 1990. O molde de seu enorme pênis é vendido até hoje no mundo inteiro e durante anos foi o mais procurado.

O dildo chegou a ser analisado academicamente em 1995 por uma universidade americana e foi alvo de disputa  judicial entre Jeff e o fabricante, pois o brinquedo foi considerado parte do trabalho intelectual do ator. O caso foi resolvido por meio de acordo mútuo.

Jeff tentou a carreira de cantor e ator fora do âmbito pornográfico. Chegou a atuar em pelo menos três filmes convencionais. Como cantor, gravou um disco de música country (Wild Buck) e uma canção de rock foi exibida no filme Bigger Than Life, um dos mais vendidos. Assista no vídeo mais abaixo.

Jeff Stryker vive atualmente na Califórnia e sobrevive da venda dos produtos expostos em seu site e eventos. É solteiro, porém, numa entrevista, afirmou que tem um filho fruto de um romance relâmpago.

Sexualmente, se define como universal.



Fonte: Wikipedia

11 comentários:

  1. Eita, Jeff Stryker! Há quanto tempo, rsrs! Não sabia que ele teve uma "carreira" como cantor... aliás, desse mundo, só soube do Colton Ford com carreira musical.

    Enfim... continua com um corpo bacana aos 50, mas o rosto... acho que rolou um botox ali, hein?

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oh... quem não lembra do Stryker e seu enoooorme talento! (rsrsrs). Concordo com o "sapinho"... tá cheirando a botox!

    Abração

    ResponderExcluir
  3. Jeff Stryker realmente merece a comparação já que, quer queiram ou não, virou um mito em seu segmento!

    ResponderExcluir
  4. esse mundo dos filmes pornôs q é totalmente desconhecido pra mim.

    ResponderExcluir
  5. tudo bem para quem gosta mas acho q este mundo do botox e das plásticas para manter uma eterna juventude uma coisa ridícula ... quem disse q a maturidade não tem a sua beleza e seu charme?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo no alto dos meus 34 anos sou do tipo de mulher que gosta de homens maduros com suas rugas e marcas de vida...Desde que o melhor dele funcione nem que seja com viagra!😋

      Excluir
    2. A busca da eterna juventude é a falsa atitude de que o tempo vai parar.

      Excluir
  6. Quero conhecer homens altos loiros .fortes não afeminados e big dick

    ResponderExcluir
  7. Jeff syrker marcou na decada de 80 para mim ele foi o mais lindo ator de filmes gays.ele era tudo de bom. Quer curtiu
    Como eu entre no meu whats up 51 95582293 ou quem saber achar um namorado para curti a dois david

    ResponderExcluir
  8. Petter Pingarilho - Manaus - AM11 de fevereiro de 2015 00:28

    Parabéns Jeff Stryker...msm vc ñ seno do meu tempo nunk assistir nenhum dos seus films nem sabia se vc existia...+graças a Deus vi sobre vc sua historia e amei vc parabéns todo sucesso da sua carreira msm os altos X baixos..porem vc mereceu e merçe ser é oq+importa ...ser FELIZ

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.