Imagem Mikhail Metzel
Primeiro foram os protestos dos moradores do bairro, depois alguns partiram para a agressão física contra os participantes de mais uma tentativa frustrada de se organizar uma parada gay em Moscou, na Rússia. A manifestação ocorreu nesta manhã, 27 de maio, no centro da cidade.
Após instalada a confusão, a polícia apareceu e deteve diversas pessoas, entre membros da igreja ortodoxa, participantes e ativistas. A foto acima mostra o momento da prisão do líder do movimento LGBT, Nicolai Alekseyev.
Morador do Centro de Moscou agredindo um manifestante da Parada. Foto: Maxim Shemetov/Reuters (G1)
O propósito ou o tema do encontro foi protestar contra o projeto de lei que vem sendo discutido na Rússia o qual prevê a proibição de anúncios ou propagandas gays.
O problema é que os organizadores não conseguem autorização do governo para realizar eventos gays nas ruas de Moscou e o motivo para isso podemos perceber diante da reação da população e da polícia: a intolerância.
Os russos têm uma visão ainda muito estereotipada com relação aos gays e isso dificulta a aceitação, resumiu a matéria do site Opera Mundi deste domingo:
Mikhail Metzel
"Uma pesquisa realizada em julho de 2010 pelo Centro para Pesquisa de Opinião Pública da Rússia revelou que 74% dos russos acreditam que gays e lésbicas têm um desvio moral ou um problema mental. Dos entrevistados, 39% acreditam que os homossexuais devem ser tratados à força para que mudem a sua orientação sexual e 24% acreditam que devem ser enviados a psicólogos.
Quando o assunto é a igualdade de direitos, as respostas são menos negativas. 45% dos russos acreditam que gays e lésbicas devem ter os mesmos direitos dos cidadãos heterossexuais. No entanto, apenas 14% apóiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Quase a totalidade dos entrevistados – 84% dos russos – é contrário à parada do orgulho LGBT."
Se me permite um gracejo diante de uma situação dessa, como seria a tradução para o russo de "Amar Não É Pecado", de Luan Santana? Os gays de Moscou deveriam adotar essa canção durante as manifestações.
(...) Tive medo, em segredo,
Guardei o sentimento e me sufoquei.
Mas agora é a hora,
Vou gritar pra todo mundo de uma vez...
Eu tô apaixonado,
Eu tô contando tudo 
E não tô nem ligando pro que vão dizer.
Amar não é pecado
E se eu tiver errado,
Que se dane o mundo,
Eu só quero você (...)
Confira no vídeo abaixo o horror da  Parada Gay de Moscou em 2011. Isso ocorreu há exatamente um ano, mas nada diferente do que aconteceu hoje por lá.

6 comentários:

  1. Coisa horrorosa Junior. Quando a gente pensa que no Brasil tá ruim... vemos países em que tudo é muito pior. Russia, alguns países arábicos....neles excede o preconceito, a intolerância, a maldade, enfim, excede o que há de pior no ser humano.
    Abraços e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Dizer o que? Que tem chão ainda para que a humanidade atinja um nível mínimo de dignidade e respeito com todos os seus semelhantes? Que o ser humano se dê valor apenas por isso: saber entender o próximo... E isso é tão simples...

    Abração.

    ResponderExcluir
  3. A democracia na Rússia nasceu dos interesses capitais que enriquecem máfias urbanas, não muito diferente do Brasil, uma espécie de democracia capital, onde o lucro ainda sustenta privilégios, vale dizer que a síntese de um mecanismo democrático é aceitar a possibilidade da opinião alheia, e não a simples maioria, mesmo por que, nem toda maioria é verdadeira.

    ResponderExcluir
  4. Que é uma agressão inominável, sem dúvidas! Eu só achei estranho a quantidade de gente "registrando" (repórteres?) o acontecimento. Tinha horas que o vídeo parecia ser um misto de filmagem e "cenas dos bastidores", sei lá. Pode ser a edição...

    Beijos, meu lindo.

    ResponderExcluir
  5. eu não sei se sinto medo, por parte do mundo ainda ser assim, ou feliz pq não vivo neste mundo...

    ResponderExcluir
  6. A Russia nunca deixou de ser um estado prepotente, totalitário e ditatorial. Tanto no império, na ditadura soviética, como agora nesta falsa democracia em que o novo ditador faz férias e depois retoma o poder.
    Mudam os governantes, mas não aparece vontade por parte destes de educar a população e criar um país digno e respeitador da dignidade humana.

    A Russia sempre foi e continua a ser, uma nação governada por brutos.

    Beijos

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.