Greg Louganis foi considerado, entre as Olimpíadas de 1976 (aos 16 anos) e 1988 (aos 28), o melhor do mundo nas competições de plataforma e trampolim, pelas quais conquistou cinco medalhas olímpicas. Mas foi em Seul (1988), sua última participação em jogos olímpicos, que conquistou o mundo. Greg errou o cálculo e bateu a cabeça na ponta da tábua de madeira quando tentava um duplo salto mortal de costas no trampolim de três metros. Levou cinco pontos, disputou as finais com um pedaço da cabeça raspada e, ainda assim, levou o título de campeão. Detalhe: ele havia sido diagnosticado HIV-positivo seis meses antes. Em 1994, assumiu publicamente ser gay e, um ano depois, o estado sorológico.
Greg, nascido em São Diego, Califórnia,  tem hoje 52 anos e participou dos Jogos Olímpicos de Londres atuando como mentor dos atletas olímpicos norte-americanos de sua modalidade. O seu trabalho, de maneira geral, é auxiliar e planejar a carreira dos atletas e intermediar a comunicação entre eles e os treinadores.
Naquela época, os chineses estavam de olho em mim e foi difícil. Eu havia sido diagnosticado HIV-positivo seis meses antes e meu treinador teve que contrabandear minha medicação no país porque, se soubessem, eu não teria competido. Com certeza, teria sido escoltado para fora do país. [Sobre os Jogos Olímpicos de Seul, em 1996. Site Parade, julho de 2012]
Esporte Masculino 468x60
O australiano Ji Wallace, 35 anos, medalha de prata nas competições olímpicas de saltos ornamentais em Sydney (2000), decidiu revelar que é HIV-positivo. Wallace está em Londres como espectador dos jogos olímpicos e para participar dos eventos da "Pride House". 
Inspirado numa recente entrevista com Greg Louganis (CNN Piers Morgan), e na carta escrita pelo jornalista Anderson Cooper, onde o também apresentador da CNN se assume gay (leia a carta aqui), o ex-atleta olímpico declarou que no dia em que assistiu à entrevista do colega, ficara tão emocionado que mal conseguiu dormir. Logo depois, escreveu uma carta à 'Austrália's Star Observer', revelando seu estado sorológico: "Eu nunca antes havia publicamente divulgado isso, mas me senti inspirado na entrevista e na carta escrita por Anderson Cooper no mês passado onde ele disse que 'o valor está em ser visto e ouvido'."
Wallace confessou ter enfrentado discriminação, mas que conseguiu superar.
...Estou revelando em prol de uma causa. Ser visto tem valor. A voz tem valor. Tenho apoio do meu namorado, dos meus grandes amigos e dos meus pais amorosos. Muitos não o têm e, em parte, é por eles que faço isso.
Segundo o site Wikipedia, atualmente Ji exibe o 'corpão' e, claro, os dotes artísticos no famoso 'Cirque Du Soleil', no show ZAIA. 

8 comentários:

  1. Palmas para eles!
    Exemplos de diginidade mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Já perdi um amigo de longa data em consequencia do HIV. Ele escondeu de todos o tempo todo e viveu amargurado com isso. Fico feliz de ver que atletas importantes estão declarando sua condição e assim podendo viver em paz consigo mesmo. Que outros sigam o exemplo, Nada há de indigno em ter uma síndrome como a do HIV. Vida longa para todos, com paz de espírito e felizes com seus companheiros.

    ResponderExcluir
  3. Tem que aplaudir mesmo a coragem desse pessoal! E nesse ritmo vamos vencer mais um preconceito, tomara!

    ResponderExcluir
  4. "Ser visto tem seu valor. A voz tem seu valor". PERFEITO! frase perfeita!

    ResponderExcluir
  5. todos deviam ter essa coragem pra mostrar que é normal conviver com soropositivos e que muitos têm mais saúde do que quem não tem o vírus.

    ResponderExcluir
  6. Saudades de comentar por aqui! Dignidade, essa é a palavra! Beijos amigos!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.