Desde 2011 o universo gay masculino parece ter eleito Mr. François Sagat e Mr. Eliad Cohen como os dois homens gays mais sexy do planeta.

Ambos provocam suspiros, atiçam a libido e são sucesso por onde passam: sites, revistas, eventos, festas, praias. Não seria exagero afirmar que ambos perambulam as fantasias sexuais de 8 em cada  10 homens gays do planeta. Nem que fosse por uma noite.

Mas a maioria dos gays adora se depilar e os dois eleitos são peludos.


Se pensarmos nessa aparente incompatibilidade, mais no fato de a proporção de gays que curtem corpanzis peludos como os de Sagat e Eliad ser a mesma da que se depila frequentemente, nos deparamos com a seguinte questão: Sou e gosto de parecer gay, mas na cama quero homens que se pareçam héteros.

Outra contradição é que vários homens heterossexuais cada vez mais se depilam e, mais uma vez, seguem a tendência  dos gays. Para arrematar, há  mulheres que afirmam que preferem homens depilados.

Eis a questão: homens depilados ou peludos?



5 comentários:

  1. Eu sou peludinho e sinceramente acho que não tenho uma preferência. Na atual escassez, o que vier eu tasco.

    ResponderExcluir
  2. Gosto de um peludinho, desde que não seja um Toni ramos, mas.... um lisinho é "bãodemais" para beijar..e...e..e..
    rsrsr... vamos deixar pra lá. Como disse AD...o que vier..tô dentro (ou tô fora?). Que coisa?!!!...rs
    Beijos JUnior...bom domingo.

    ResponderExcluir
  3. Descobri que eu faço parte dos 20%... eles não perambulam as minhas fantasias, tá! (kkkkkk)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ok confesso! o q vier eu tasco, desde q não seja um macaco a la Tony Ramos ... rs

    ResponderExcluir
  5. Também estou nos 20%.

    Isso é secundário, mas se vier mais liso, melhor.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.