Interessante a publicação da revista Você S/A sobre alguns executivos que abriram o armário para a diversidade. São todos dirigentes de empresas reconhecidas pelo público mundial que se assumiram ou nunca esconderam a homossexualidade. Não são muitos, porém são grandes e exercem influência.

Segundo a matéria, 'assumir a identidade no trabalho nunca foi fácil, mas, nos últimos anos, alguns avanços sociais amenizaram o dilema'.

Conheça a história resumida de três deles.

Peter Thiel - Investidor
Peter, na foto acima, é o inventor do PayPal (sistema que permite a transferência de dinheiro por meio da internet) e foi o primeiro investidor externo do Facebook. Ele nunca escondeu o fato de ser gay e apoia abertamente a causa LGBT, inclusive doando dinheiro.





Beth Brooke - VP global de políticas públicas da Ernst&Young 
Ano passado, por conta de seu cargo, Beth gravou um vídeo para a campanha mundial em defesa dos gays “It gets better”. Ela então decidiu declarar: “Sou gay e venho lidando com isso há muitos anos”. 





Tim Cook - Presidente da Apple 
Assim que Tim Cook assumiu a presidência da Apple, em agosto de 2011, notícias sobre sua sexualidade começaram a rodar. Na revista Out, voltada ao público gay, Cook se tornou o número um da lista dos mais importantes executivos gays do mundo. Nem ele nem a Apple desmentiram.





4 comentários:

  1. Já está valendo... quem sabe a piramide funciona.... começando dos grandes até atingir os pequenos e isso se tornar comum. Alguém precisa dar o pontapé inicial.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que bom que o mundo está mudando pra isso, né?

    ResponderExcluir
  3. Que bom que o mundo está mudando pra isso, né? [2]

    ResponderExcluir
  4. E ainda tem gays que acham que isso não deve ser feito, que é levantar bandeira, eu acho que se você pode ser exemplo em algum setor da sociedade por que se esquivar?
    Acho muito bom e isso de fato amplia as mentes dos mais desavisados.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.