E lá veio ele, de novo, falar sobre gays. Quem? 
Durante um pronunciamento na última quarta-feira (17), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) alertou aos demais presentes no plenário sobre o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos que pede cotas de professores gays nas escolas públicas de ensino infantil.
O deputado explicou que o projeto seria uma continuação do “kit gay” porque proíbe a compra de livros considerados “homofóbicos” para as escolas públicas e libera a compra de obras que defendam as relações entre pessoas do mesmo sexo. O objetivo é chamar a atenção dos líderes religiosos que apoiam o candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, que, segundo ele, está por trás do Plano que conta ainda com o apoio da presidente Dilma Rousseff
Chega a ser engraçadas essas afirmações de Bolsonaro - pra não dizer patéticas. Alguém já viu/ouviu a presidente Dilma, em entrevistas ou pronunciamentos, dizer que pretende implantar cotas de professores gays nas escolas? Pessoalmente, duvido muito que Dilma e Bolsonaro tenham algum tipo de relação que privilegie o deputado a informações dessa natureza. Muito menos uma amizade [por falta de interesse dela, evidentemente].
Mais uma vez, são os gays servindo de 'bois de piranhas' para políticos da casta de Jair Bolsonaro.
Quer saber o que signifca 'boi de piranha'? Leia:
Para José Serra Gays São Bois de Piranha.
Mais pra frente em seu pronunciamento, Bolsonaro elogiou atitudes de Silas Malafaia no combate aos direitos civis dos homossexuais - com este, sim, deve haver uma boa amizade.
No vídeo acima, o deputado começa atacando o PT para chegar ao Haddat. E inicia com insinuações de impacto: Sem mentira o PT não existe (...) Antes de alguém cobrar o patrimônio de Antônio Carlos Magalhães, tem que mostrar a evolução do patrimônio do filho do Lula. Ou ninguém tem coragem de falar disso aqui? Ele era limpador de estrume de elefante no zoológico de São Paulo, de repente é um megafazendeiro!

2 comentários:

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.