A matéria entre aspas foi escrita por Leonardo Sakamoto, em seu blog (Blog do Sakamoto). Ele é jornalista e doutor em Ciência Política, professor de Jornalismo na PUC-SP, ex-professor na USP e coordenador da ONG Repórter Brasil.
                               _______________________________________
"Criei, anos atrás, o humorado Troféu Frango para premiar bizarrices em geral – quem é leitor deste blog já está acostumado com ele. Hoje, o Frango vai para o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).

A Agência Câmara registrou uma declaração do nobre congressista em audiência pública  da Comissão de  Seguridade Social e Família a fim de debater a resolução do Conselho Federal de Psicologia que, desde 1999, proíbe profissionais de oferecerem tratamentos para “curar” homossexuais. Na Câmara dos Deputados, tramita projeto de João Campos (PSDB-GO) que susta a vigência dessa resolução.

“Índio nasce índio, não tem como mudar. Negro nasce negro, não tem como mudar. Mas quem nasce homossexual pode mudar. Até a palavra “homossexual” deveria ser abolida do dicionário, já que se nasce homem ou mulher”, disse o parlamentar.

Intolerante não nasce intolerante, tem como mudar. Preconceituoso não nasce preconceituoso, tem como mudar. Homofóbico não nasce homofóbico, é criado para ser assim. Um dia, tenho fé de que as palavras “intolerante” e “preconceito” sejam abolidas do dicionário por não fazerem mais sentido. Já que – não importa a orientação sexual – nascemos iguais perante a lei."
                                  ______________________________________
O tal deputado (na foto acima) é autor de outras polêmicas. Certa vez disse que a "Aids é o câncer gay". Em outra oportunidade sugeriu que o ativismo [gay] está gerando terroristas no Brasil - ou seria no mundo?

Com relação ao 'câncer gay' fiquei aqui pensando com meu botões: pobrezinhas das crianças que nasceram com HIV! Será que Deus as "castigou" porque foram todas gays em outras reencarnações? E os homens e mulheres que contraíram o vírus através de relações heterossexuais, transfusão de sangue e etc, também? 

Gente, se foi isso, além de homofóbico Deus seria também sarcástico!

Por outro lado, creio que a inteligência de Deus é tão infinita quanto a Sua bondade. Se fosse o caso, Ele daria um jeito de criar esse "câncer gay" sem afetar os pobrezinhos acima citados, né não? Sem falar que não teria sentido Ele 'safar' os gays que continuam transando normalmente sem nunca terem contraído sequer uma gonorreia - e, provavelmente por causa do uso do preservativo, nunca contrairão.

Enfim, bem merecido esse Frango. O deputado premiado tem mesmo um cérebro equivalente.

2 comentários:

  1. É amigo,
    Deus de fato seria muito bom se a coisa funcionasse deste jeito. Mas não tem jeito, quem não nos tolera sempre vai ter um salmo pra rezar na nossas costas.Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei da matéria, gostei da sua análise e gostei do fato de vc compartilha-la conosco.
    Beijos Junior

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.