Um dos assuntos mais polêmicos da França atualmente é o casamento gay. O jornal conservador "Le Figaro" afirmou que o presidente François Hollande está se sentindo desconfortável com as proporções atingidas, dando a entender que o tema nunca foi uma de suas maiores preocupações.
Quem está por trás das negociações - pela frente e pelos lados - é o parlamento francês o qual, após ter se reunido com líderes das principais religiões do país para discutir o assunto e colher opiniões, divulgou que a reunião foi produtiva. 
O jornal francês acusou os deputados de esquerda de difundir informações falsas tendo em vista que a maior parte da audiência foi um ataque frontal contra o que os congressistas de esquerda chamam de obscurantismo da Igreja Católica, principal oposicionista dos gays.
No meio está o presidente da França de saia justa. Segundo o editorial francês, ele sofre pressões de dois lados: dos  milhões de cidadãos franceses reticentes à transformação cultural e familiar (foto abaixo) e dos deputados de esquerda que o pressionam não somente à legalização da união civil entre homossexuais, mas também para garantir aos gays o direito de conceberem filhos com métodos de reprodução assistida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.