Futebolista inglês, heterossexual, faz ensaio sensual em revista gay para incentivar jogadores a sair do armário.

O meia Matt Jarvis, 26 anos, do time inglês West Ham-ING, é casado com mulher e posou seminu para a revista "Attitude". Segundo declarou no jornal britânico "Daily Mail", há muitos jogadores homossexuais que não assumem a homossexualidade por medo da reação das torcidas e o seu ensaio sensual para uma revista gay seria uma forma de encorajá-los e incentivá-los a sair do armário. 
Será mesmo?

É muito fácil, sob o escudo da heterossexualidade, dar pinta solo de homem sensual para uma revista gay. Ajudaria mais se ele participasse de uma sessão de fotos sensuais com outro homem como fez um dia Alexandre Frota para a G Magazine. No ensaio, Frota aparece simulando sexo e beijos na boca com dois caras.

Mas Alexandre foi além. Em 2004 atuou em filmes pornôs num dos quais manteve relações sexuais com a travesti Bianca Soares. Apesar da coragem e da grana que recebeu (mais do que se costuma pagar a atores de filmes adultos no Brasil), a arriscada empreitada gerou críticas negativas e perda de trabalhos. Sobre isso, o ator declarou numa entrevista para a revista QUEM em 2011:

Quando me chamaram para fazer um filme com a travesti Bianca Soares, eu parei para pensar: "Poxa, ela é uma travesti, e o travesti não deixa de ser homem. Como é que vai ser? Não é minha pegada". Aí eu olhei pra trás e não tinha nenhum convite de nenhuma televisão. Falei para o diretor: “Me dá R$ 150 mil e eu faço”. Fiz tipo um garoto de programa. Ele disse que não acreditava que eu ia fazer. Pedi para levar o dinheiro para o motel. Ele chegou lá com a grana. Eu falei: “Beleza, faço”. A Bianca ficou mais nervosa do que eu. Tem muito homem que é louco por uma travesti, mas fica dentro do armário. Eu não. Eu fui lá, fiz o filme, ganhei o dinheiro e ainda mostrei como se deve pegar um travesti. 
De volta ao futebol, uma curiosidade que tem a ver com a "Attitude" de Matt Jarvis, é a ida do atacante brasileiro Wellington Paulista para o mesmo time inglês. Por meio de seu site oficial, o Cruzeiro anunciou neste sábado o empréstimo do jogador brasileiro ao West Ham United. Wellington embarcará na noite deste domingo à Inglaterra onde assinará contrato. Não foi informado o tempo de duração do empréstimo.

O fato curioso é que o jogador já teve seu nome envolvido em um suposto caso de homossexualidade. Em julho de 2011, o blog "Pronto, falei!", do jornalista Léo Dias, afirmou que um certo jogador de futebol estaria tentando transferência para um clube europeu, onde esperava ser mais respeitado após ter sido flagrado fazendo sexo oral em um atleta da categoria de base.

O blog "Te dou um dado?", do portal R7, foi mais longe dizendo que o jogador era do Cruzeiro, mas [na ocasião] estava no Palmeiras. Numa clara insinuação, a matéria disse ainda que o nome do atacante provavelmente era sempre o último na lista de chamadas na escola.

Pelo menos a parte da notícia que dizia que Wellington queria se mudar para a Europa se confirmou. Agora, se a outra parte também for verdadeira, Jarvis, como companheiro de time, terá uma boa oportunidade para por em prática a tarefa de defensor da causa gay aconselhando o colega brasileiro a sair do armário.

Já votou no jogador de futebol mais sexy de 2012? Clique aqui e participe.

3 comentários:

  1. bem, realmente é fácil falar da posição que ele está, mas se ninguém falar não vai ajudar mesmo. mas concordo com vc, não é posando de gatão numa revista que vc ajuda pessoas a saírem do armário.

    ResponderExcluir
  2. acho que a declaração deste jogador foi uma forma de tentar justificar porque ele posou. sinceramente não acredito que posar pra uma revista ajude outros a saírem do armário.

    ResponderExcluir
  3. É, também creio que não ajuda não, afinal, posou , ganhou, deu. Tem que ir além, fazer um video, participar de algum evento engajado, sei lá, isso que queremos.Mais apoio.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.