Começou na última quarta-feira, 30/01, a exposição na capital da Índia, Nova Dhéli, que exibe centenas de cartas, documentos e fotografias relacionadas a Mahatma Gandhi.


A coleção, que pertenceu a Hermann Kallenbach, ginasta e fisiculturista que foi o melhor amigo de Gandhi quando este viveu na África do Sul, foi comprado pelo governo indiano no ano passado, antes de ir a leilão pela casa Sotheby's, em Londres, na tentativa de ocultar a intimidade de Gandhi. 

"Esta é uma importante coleção dos primeiros anos de Gandhi. As cartas trocadas entre os dois dizem muito mais sobre Kallenbach do que Gandhi. A aquisição foi essencial para nós", disse à BBC o professor Mushirul Hasan, diretor-geral do Arquivo Nacional.

Relação controversa

A maioria das cartas foi escrita por familiares e amigos e algumas foram redigidas por Gandhi a si mesmo. No acervo estão várias cartas que fornecem um insight sobre a relação de Gandhi e Kallenbach. Os dois homens encontraram-se em 1904 na África do Sul e sua relação foi o centro de um polêmico livro lançado em 2011.


Há rumores de que as cartas mais comprometedoras trocadas entre Hermann e Ghandi foram destruídas pelo próprio Ghandi logo após a morte de Kallenbach. Confira trechos de algumas dessas cartas clicando no link acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.