'Casamento gay já ganhou.' (revista Time)





A revista norte-americana 'Time' dedicou a matéria da capa de sua última edição ao tema que está bombando nos EUA: a aguardada decisão da Suprema Corte sobre o casamento gay.

E não se trata de uma, mas de duas capas que estampam, cada uma, um casal do mesmo sexo ao beijo. Tudo em e P&B, exceto a cor amarela da manchete que, otimista, afirma em caixa alta: Gay Marriage Already Won. The Supreme Court hasn't made up it's mind - but america has (algo como: Casamento gay já ganhou. A Suprema Corte pode não ter decidido ainda, mas a América já).

Os casais são reais. As mulheres são Sarah Kate Ellis-Henderson, 41 anos, executiva de marketing, e Kristen Ellis-Henderson, 42, compositora e guitarrista. Elas se casaram em 2011, em Nova York, e têm dois filhos.

O casal masculino é Russell Hart, 31, dono de um salão, e Eric Labonte, 42, designer. Juntos há sete anos, ambos vivem na Califórnia e aguardam a Suprema Corte alterar a lei federal que define casamento como o havido entre um homem e uma mulher.

Rick Stengel, editor-chefe da 'Time', explica: O que quer que o Supremo Tribunal decida, está claro o sentimento da maioria dos americanos que casamento é um direito civil. Negá-lo por causa de orientação sexual é violar a isonomia das leis. Nossa equipe teve longos debates sobre as duas capas. Alguns acharam as imagens sensacionalistas e/ou muito escancaradas. Outros consideraram bonitas e simbolizavam a ideia de que o amor é a verdadeira razão para o casamento. Concordo com o último e espero que você também. 

A previsão para a sentença é a partir do mês de junho, mas discussões e manifestações tomam corpo e dividem opiniões de celebridades e personalidades nos canais de TV e da população em frente à Corte.

Agora, está nas mãos dos juízes da Suprema Corte acabar com a masturbação legal de alguns estados norte-americanos - ora decretam, ora revogam leis estaduais admitindo o casamento gay. Uma pá de cal rematará a peleja (é lei federal). 

Por outro lado, se sustentarem o entendimento vigente (casamento = homem + mulher) será a tragédia dos casais gays que sacramentaram união nos nove estados que consentem casamento entre pessoas do mesmo sexo. A decisão, seja qual for, se estenderá a todo o país.

#Confira ainda: " Viúva gay processa EUA por cobrarem impostos federais sobre espólio da mulher "

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.