Uma matéria transmitida pelo Jornal Hoje abordou um tema curioso. Uma recente pesquisa do IBOPE entrevistou 2.363 internautas de todo o Brasil, entre março de 2012 a março de 2013, a respeito da orientação sexual e sobre casamento gay e adoção de crianças por casais homossexuais.

A esmagadora maioria dos entrevistados (83%) respondeu heterossexuais. Apenas 7% se disseram homossexuais e 5% bissexuais.

Desses últimos, 31% não assumem a homossexualidade ou a bissexualidade perante a família enquanto outros 33% não revelam aos colegas de trabalho. O medo da rejeição é o principal empecilho para 57% dos que não assumem em casa e para 32% dos que não revelam no ambiente de trabalho  - 24 % por medo de atrapalhar o crescimento profissional.

O estudo mostrou que 35% dos participantes tem pelo menos uma pessoa gay na família. De acordo com os pesquisadores, o número pode ser maior porque muita gente ainda não se assume.

Ainda segundo a pesquisa, os homens afirmam mais facilmente que são homossexuais ou bissexuais: 16% dos entrevistados do público masculino contra 8% das mulheres. A idade também é fator relevante. Quanto mais jovem, maior a facilidade em assumir a orientação sexual: 15% têm até 29 anos, 10% têm de 30 a 49 anos e 5% têm mais de 50. A concentração por  regiões do país é parecida no Sul (10%) Sudeste (13%)  Centro Oeste (14%), Nordeste (13%). E bem menor no Norte (2%)

Adoção

Dos entrevistados, 54% aceitam a adoção de crianças por casais de mulheres, e 52% se declararam a favor da adoção por casais de homens. Entre aqueles que não concordam, as duas principais razões são: "no futuro, isso pode influenciar a orientação sexual da criança" e "a criança pode sofrer preconceito".

Casamento gay

A pesquisa apontou que praticamente metade (47%) dos entrevistados concorda com o casamento gay. Se considerado o público declarado homossexual ou bissexual, o total sobe para 51%.

Alguma surpresa? Podemos dizer que sim. O fato de a religião não aparecer entre as justificativas já é um avanço. Por outro lado, constatar que os anos (e os séculos) passam e a grande maioria dos jovens ainda tem medo de assumir a homossexualidade para os pais é um atraso de vida.


Responda por favor à enquete abaixo.


Para quem você assume a sua homossexualidade?
Para todo mundo. Nunca tive problemas com isso.
Para minha família sem problemas, mas não conto no trabalho por medo de rejeição.
No trabalho sem problemas, mas para minha família não conto por medo de rejeição.
Para alguns amigos. Não revelo para família ou no trabalho por medo de rejeição.
Para ninguém porque tenho medo de rejeição.
Para todo mundo, mas tenho/tive rejeição em casa e no trabalho.
Para todo mundo, mas tenho/tive problemas com a família.
Para todo mundo, mas tenho/tive problema no trabalho.
Para minha família e tenho/tive problemas. No trabalho não revelo por medo de rejeição.
No trabalho, mas tenho/tive problemas. Em casa não conto por medo de rejeição.
Outros (escreva em comentários)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.