O bilhete acima foi escrito após um pai escutar a conversa do filho com o namorado e está correndo o mundo pelas redes sociais. O nome desse jovem feliz é Nate. Ele discutia ao telefone com o namorado se deveria contar à família que é gay. No dia seguinte, o pai lhe deixa o seguinte bilhete:
Nate,

Escutei sua conversa ao telefone com Mike ontem à noite sobre seus planos de sair do armário para mim. A única coisa que você precisa planejar agora é como irá trazer o suco de laranja e o pão para casa depois da aula.
Nós estamos fora, como você agora.
['We are out, like you now' é talvez um trocadilho para brincar com o termo 'come out' que significa 'sair do armário' em inglês. Os pais dizem que eles também estão fora, como o filho]

Eu sei que você é gay desde que você tinha seis anos e eu te amo desde que você nasceu.

Papai.

P.S. Sua mãe e eu achamos que você e Mike formam  um casal fofo.
O papai acima foi condecorado com o prêmio “Melhor Papai de Todos” pela revista gay "Attitude", que postou uma foto da carta na página do Twitter e do Facebook (abaixo). Vários usuários estão parabenizando o pai pela conduta.

Vamos combinar? Esse menino, Nate, nasceu de bunda pra lua - diria quase literalmente. Um grande sortudo por três motivos:
(i) queria contar à família que é gay, mas não precisou;  (ii) o pai compreende e evita o que seria outro estresse, sentarem-se à mesa para rolar aquele clima tenso. Ao invés, deixa um bilhete simples e fofo; e
(iii) por último, porque nascer gay numa família assim é benção, né gente?

Curta a nossa fanpage no Facebook



39 comentários:

  1. Que inveja desse cara. Brother, tem gente que nasce com essa benção.

    http://umuniversonoarmario.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Não queiram saber os conflitos internos que um Gay passa antes de se assumir, muitos nunca chegarão a este estágio, dando cabo nas suas vidas, com medo de uma rejeição, este filho foi abençoado por ter uma família que soube olhar ele e enxergar o filho que tem e ajudá-lo a viver a vida que lhe fora destinado, porque ser Gay não é opção e sim se nasce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é um conflito diferente, da filha que tem que contar para a "mãe retrógrada", que perdeu a virgindade....Que está gravida e não sabe de quem é o filho... Tudo é tabu. Todos acham-se donos dos nossos corpos e vontades. Para lutar contra isso só liberando a mente e o corpo...E f.....o resto.

      Excluir
    2. Não creio que se possa comparar a exposição da sexualidade com essas questões de virgindade e gravidez indesejada. Ao "abrir o jogo" sobre sexualidade, as pessoas se colocam numa posição em que o julgamento é sobre o que ela é, não sobre o que ela fez e as consequências que advém disso. A "tensão" é se "meus pais vão continuar me amando", ou se "vão virar as costas para mim" não pelo que "fiz", mas pelo que "sou"... Errar todo mundo erra e sofre as consequências, mas ser diferente da expectativa depositada sobre nós é muito mais profundo e dói mais... muito mais.

      Excluir
  3. Nossa que inveja mesmo..

    ResponderExcluir
  4. Ali naquela parte do "we are out", tão dizendo que estão sem pão e suco... Ai fizeram o trocadilho com "come out" que é se assumir, sair do armário...

    ResponderExcluir
  5. Qual pai e mãe que realmente conhecem e dão atenção aos filhos que não sabem quais são gays desde novinhos? A grande questão é que geralmente se colocam numa zona de conforto e fecham seus olhos, como se esta fosse uma questão individual e não de família.... Este sim, é um pai que participa...

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Porque uma coisa é ser pai, outra é ser detentor do espermatozoide!
    Adorei! ♥

    ResponderExcluir
  8. Estou esperando minha primeira filha. Ela vai ser o que ela quiser, eu e o pai dela estaremos sempre ao seu lado, com muito amor!

    ResponderExcluir
  9. só não entendi a parte de ter nascido com a bunda virada pra lua "literalmente"..rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ninguém entendeu hahahah Seria ele um lobisomen?

      Excluir
    2. Vcs nunca ouviram falar da expressão "nascer de bunda virada pra lua"? Até o Google sabe o que. Quanto a "literalmente", é o óbvio.

      Excluir
    3. ´Conheço a expressão, mas realmente não cabe aí, ou não consegue se entender o por quê do "literalmente".
      Do mais, tudo é muito bom saber.

      Excluir
    4. "Nascer de bunda virada pra lua" significa ser sortudo. Como assim "não cabe aí"? Diante de tal julgamento, o que não cabe é explicar mais nada. Obrigado de qualquer forma pelo comentário.

      Excluir
    5. E outra: o "literalmente" sucede a palavra "quase". Ou seja, "quase literalmente" não é o mesmo que "literalmente".

      Excluir
  10. Eu sou hétero, tenho esposa e um filho de 10 anos, e sinceramente terei a mesma reação se um dia meu filho chegar com uma questão como essa...burrice é um pai ou mãe achar que pode mudar o filho que for gay. tenho um imenso nojo dos que usam religião para querer impor condições e problemas para a vida dos outros.
    Parabéns ao pai da carta.

    ResponderExcluir
  11. Como eu queria que fosse assim, com todas as famílias e com meu recém amado e que infelizmente devido a muitos atritos e não aceitações, demos uma distanciada, não sei até quando... Só queria que a família dele entendesse que eu o amo e que ele não vai mudar nem fazer a família infeliz por essa opção, mesmo que contradiga todos os conceitos e padrão da comunidade :/
    David apesar de tudo e de todos TE AMOO ♡

    ResponderExcluir
  12. Tenho 21 anos e sou Lésbica,me assumi com 15 anos(família)para alguns amigos(a) já havia comentado. No começo foi meio estranho pra eles, eu percebia isso, mas minha família sempre respeitou minha opção. Alem de respeitar eles dão há maior força pra eu ser Feliz da forma q escolhi! Tenho tudo q preciso _JESSIKA

    ResponderExcluir
  13. Quando a família aceita é bem mais fácil.
    Não sou homossexual, mas conheço muitas pessoas que são e que tem problemas quanto a se apresentar como são para suas famílias.
    Adorei a atitude desse pai, todos deveriam agir como ele diante desse fato.

    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  14. Sou hetero e esse pai me representa.

    ResponderExcluir
  15. Que família feliz! deveria ser sempre assim!

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Sou proprietária de uma pousada em Trancoso, recebo muitas pessoas, e uma das maiores satisfações que tive aqui foi receber um casal de gays acompanhados de seus pais idosos. Fiquei feliz pelos filhos, fiquei feliz pelos pais. Foi maravilhoso! Este pai que deixou esta carta para o filho, me representa no seu amor. Muito lindo!

    ResponderExcluir
  18. porquê comentários contrários são excluídos? Cadê o respeito a toda a "diversidade" de opiniões?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque os gays são assim. Heterofóbicos !! Não viu a Marcha das Vadias na JMJ 2013 ?

      Excluir
    2. "2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a uma pessoa, grupo de pessoas e/ou instituições;"
      Talvez porque se enquadram nesse tópico aqui. Como não li, não sei. Mas pode ser... Opinião nunca deixa de ser opinião. Se for racista, homofóbica, ou que quer que seja, continua sendo opinião e deve ser respeitada, mas sendo este um blog livre desse tipo de opinião, creio que n caibam aqui.

      Excluir
    3. Nenhum comentário desta postagem foi excluído. Nenhum!

      Excluir
    4. Acho que é simplesmente impossível um "comentário contrário" não ter cunho "racista, discriminatório ou ofensivo" numa notícia como esta.

      Todo mundo tem direito a ter opinião, mas nem toda opinião é digna de respeito. Acho o cúmulo do politicamente correto dizer tal coisa. Liberdade de expressão existe, mas não passar por cima dos direitos das outras pessoas, por isso não é tão simples quanto dizer "morte aos gays" e logo em seguida clamar "liberdade de expressão".

      Excluir
  19. Apenas comentários bestas são exluídos...

    ResponderExcluir
  20. Queria que meus pais fossem assim, que me amassem pelo que sou, não pelo que finjo ser...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem todos tem a sorte desse menino, mas isso não significa que os outros não consigam também encontrar a felicidade. Se seus pais não são assim, seja você um(a) pai/mãe como o da carta no futuro. Você será feliz! (desculpe a intromissão, mas pelo seu comentário penso que você é adolescente e está triste. Só posso te dizer que essa dor passa. Acredite, passa mesmo. Tenha fé em você e construa sua felicidade! Que os Orixás te abençoem e te protejam!)

      Excluir
  21. Independente de ser gay, o que importa é um pai aceitar o filho e não o obrigar a mentir

    ResponderExcluir
  22. A sociedade sim tem problemas, mas talvez o pior preconceito venha de casa. Infelizmente por mais que a sociedade mude conforme passe os anos, todos nós temos preconceitos sim! Negar que uma pessoa não tem preconceito nenhum é mentira. Até quando saímos na rua temos preconceito, mesmo uma pessoa que tenha a renda menor do que a outra, nós pensamos que quando cruzarmos com ela na rua, nós vamos ser assaltados, quando realmente é tudo ao contrário. Sobre o assunto, os pais NÃO DEVEM simplismente viver num conto de fadas e fingir que está tudo bem pensando que o filho é hétero e puní-lo caso ele saia do armário. Até seja digno de um ditado: "Escola é a base, Educação vem de casa." A atitude desse pai sobre a carta não tem palavras e tiro o chapéu para ele. ISSO SIM É SER PAI!

    ResponderExcluir
  23. Bacana, apenas penso que o termo confissão não é o melhor! confessamos pecados ou crimes. Não se trata aqui de uma coisa nem de outra!
    Abraços
    Athos/Rio

    ResponderExcluir
  24. Gente, acho a atitude do pai coerente com a paternidade que se espera e deseja nos dias atuais. É uma atitude que se deve parabenizar, pois infelizmente ainda não é comum, mas é o que um pai deveria fazer em seu papel de pai. Já tem muito pai e muita mãe por aí aceitando a sexualidade dos filhos. Nada de espantoso. O que espanta é um site lgbt, com a alcunha de "Identidade G" se utilizar da palavra "confissão" pro fato do cara resolver compartilhar com os pais a sua orientação sexual. "Confissão" gente... "confissão"... o cara é um criminoso que precisa confessar pra ver se diminui a pena? Ou é um católico que sem se confessar não pode receber a hóstia? Me espanta o uso dessa palavra pelo site no título da matéria. Lamentável.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.