[Por Harley Flausino]

Em 1971, na Alemanha Ocidental (RFA), a homossexualidade foi descriminalizada e o sexo consentido entre homens adultos deixou de ser proibido, porém continuou a discriminação no que tange à igualdade de direitos, a começar pela idade de consentimento que para os homossexuais era 21 anos enquanto a permitida aos heterossexuais era 18 anos.

Já na República Democrática da Alemanha (RDA), oriental, a descriminalização aconteceu em 1968 estabelecendo a idade de consentimento para 18 anos. Apesar da legalização, nada mudou de fato com relação à proibição de publicações e associações à homossexualidade. Se temia uma "extensão" do fenômeno e da situação.

Passados três anos desde a lei que passou a permitir a homossexualidade na RDA, a televisão pública foi ao ar com o filme "Nicht der Homosexuelle ist pervers, sondern die Situation, in der er lebt" (O homossexual não é perverso, mas a situação em que vive), dirigido por Rosa von Praunheims. A apresentação aconteceu na Berlinale (Festival Internacional de Filmes de Berlin) e causou enorme rebuliço no público  presente por causa da exposição do cotidiano da homossexualidade.


O Filme conta a história de um casal, Daniel e Clemens, que tentava viver a vida como qualquer casal heterossexual. Durante a exibição, bares gays da época e locais de ‘pegação’ eram mostrados, além da formação de uma comunidade na qual livremente se discutia problemas da opressão dos homossexuais.

A produção do filme se deu pela  Homosexuelle Interessengemeinschaft Berlin (Comunidade para o Interesse do Homossexual).  A meta daquela associação, a  curto prazo, era se tornar um centro de acolhimento e informação para homens e mulheres homossexuais para que, a  longo prazo, eles pudessem ser aceitos pela sociedade socialista. A associação sofreu restrições por se localizar em um país onde havia uma cortina de ferro e poucas liberdades políticas. A comunidade foi dissolvida em 1979.

O filme é denso, lento. O fato mais interessante é que se projetou na Alemanha Oriental Socialista e apresentou os problemas vividos pelos gays naquele sistema da época. Quem se interessar em assisti-lo, há algumas partes com áudio alemão e sem legenda. É só clicar aqui.

No Youtube também há vídeos com cenas do filme com o título ‘Schwulsein-1971’.  Se alguém encontrar o filme com legenda em português, peço, por favor, que indiquem nos comentários para que mais pessoas possam ter acesso ao filme, na íntegra.
__________________________________________________
Leia outras matérias dessa coluna aqui.
Harley Flausino
Sobre o autor:
Formado e pesquisador em políticas públicas sociais pela Universidade de São Paulo. No momento mora em SP onde trabalha com gestão pública cultural. Gosta de escrever sobre sociologia, política e turismo cultural. Criador da comunidade 'Mochileiro LGBT' no Facebook (harley.flausino@gmail.com / facebook.com/harley.flausino)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.