Imagem-reprodução do site Revista Correio Nagô

O problema do deputado e pastor Marco Feliciano é a deslealdade e o desrespeito ao ser humano. Ele inspira ambição, expira falsidade e se alimenta de intrigas. O título da postagem acima, pasme, foi a mensagem que o assessor parlamentar dele publicou no dia 1º  de abril e o próprio Feliciano reproduziu em seu perfil no Twitter.

O pastor conta com mais de 150 mil seguidores na rede social. Olha o nível de irresponsabilidade da pessoa que é um deputado federal. Nem vou entrar no mérito de seu 'trabalho' como pastor. Só falta agora ele vir a público, de novo, e repetir que não teve ciência de nada disso; que tudo aconteceu a sua revelia. Faça-nos o favor.

Vivemos numa democracia, ok. Cada um vota em quem quiser para representar o povo no Congresso, ótimo. Mas vamos combinar que já é um contra-senso ter esse senhor como um parlamentar, quiçá (horrível ter que escrever isso) presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. É tão surreal que só resta perder de vez a esperança de um sistema político sério e honesto no Brasil.  

A assessoria de Feliciano foi procurada, mas se limitou a responder que o Twitter é pessoal e não deve explicações de seu conteúdo. Surreal [2].

Agora à tarde Feliciano está muito ocupado. Ele tem depoimento no Supremo Tribunal Federal onde é acusado de estelionato por não ter ido a dois cultos religiosos após ter recebido R$13.300,00 para participar dos eventos.

Pelo menos uma coisa temos que admitir: Feliciano é a melhor espécie de inimigo, aquele que mostra armas e estratégias. É tão escancarado que até oponentes o interpretam como herói.

2 comentários:

  1. Darlene Venancio Diniz5 de abril de 2013 18:02

    Se tiver como provar que ele realmente disse isso esse louco tem que ser preso! Até quando vamos ficar falando e reproduzindo o que ele propaga e nao fazer nada.. ele tem que ser julgado..e nao somente perder seu cargo público!

    ResponderExcluir
  2. impostos para igrejas jaaaa, campanha no avaaz...

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.