Tenho 34 anos e sou pivô da NBA. Sou negro e sou gay.
Não planejei me tornar o primeiro atleta gay assumido jogando numa grande Liga de esporte coletivo nos Estados Unidos. Estou feliz por iniciar este debate.
Não queria ser a criança na sala que levanta a mão e diz: 'Sou diferente'. Outra pessoa poderia ter feito o mesmo, mas já que ainda não aconteceu, eu mesmo levanto a mão.
Declarações de Jason Collins para a  revista americana "Sports Illustrated", publicadas nesta segunda-feira. Ele se tornou o primeiro jogador em atividade de uma liga profissional de esportes coletivos nos Estados Unidos a revelar que é gay. O atleta atuou em doze temporadas por seis equipes diferentes da NBA e jogou na última representando Boston Celtics e Washington Wizards.

Jason recebeu apoio de Obama e Bill Clinton, ninguém menos que o atual e o ex-presidente dos EUA, respectivamente. Clinton foi ao Twiiter e declarou: "Eu tenho orgulho de chamar Jason Collins de meu amigo."

Confira: "A Nike procura atleta gay para ser o novo garoto-propaganda da marca" [será que tem a ver com o fato de Jason Collins assumir?]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.