José de Abreu com a mulher Camila Paola pelas ruas do Leblon 
Outro dia, voltando do mercado, passei por um senhor de uns sessenta anos, camelô, desmontando a barraca numa esquina de Copacabana. Em conversa com o colega que o ajudava, ele bravejava:
 - Esses artistas estão ficando velhos e virando viado e sapatão. Primeiro foi aquele ator que fez o Nilo da novela... Como é o nome? Aquele que..
- .. . José de Abreu [interrompeu o amigo]
- ... É. Agora vem essa Daniela Mercury. Ficou velha e tá dizendo que é sapatão. Será que ela não pensa nos filhos, coitados?

Apesar de ter assumido a bissexualidade no início do ano -- e não a homossexualidade --, o ator José de Abreu deixou a entender em entrevista à revista “Junior”que é mesmo heterossexual. Ele disse que foi uma forma de sentir na pele a discriminação: “Eu tinha que sentir o preconceito, sentir como vítima”.

O ator revelou ainda que, após a notícia ter se espalhado, foi procurado por vários artistas que pediam conselhos para lidar com a homossexualidade ou saírem do armário.
Recebo muitas mensagens fechadas no Twitter, inclusive de colegas cantores que estão impressionados com a minha coragem e que querem também ter essa coragem. Porque realmente são gays, todo mundo sabe, mas eles acham que ninguém sabe. A Daniela Mercury se assumindo é uma porrada. A Daniela foi na jugular, botou foto dando beijo na boca, dizendo que era a mulher dela, a família dela. E ela foi casada até pouco tempo com homem, tem cinco filhos. Acho que um deles é adotado. Inclusive alguém falou hoje: “ela adotou de um casal hétero, tá gente?”. Os héteros quiseram filho e depois não quiseram sustentar e a gay foi lá e adotou e está criando para vocês.
José de Abreu é um tuiteiro de dedo mão cheia e causa na rede social. No início desse mês, com as notícias sobre a cantora Joelma bombando na mídia, ele decidiu opinar sobre a matéria que falava da depressão de Chimbinha, músico, colega e marido da cantora. Primeiro retuitou o post de uma seguidora que dizia: “Eu também sofreria por conviver com Joelma”. 

Em seguida, alguém defendeu a cantora: "..Ela tem direito a pensar diferente porque isso é democracia!". De pronto, ele rebateu: "Não, amor, é PRECONCEITO!"



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.