Ricky Martin está na ponte aérea entre EUA e Austrália desde que iniciou a segunda temporada do programa "The Voice" australiano. Ele substitui Keith Urban no corpo de júri, ao lado de Joel Madden, Delta Goodrem e do cantor Seal. De lá, ele conversou com a equipe do 'News Limited' sobre a repercussão do casamento gay na Austrália, Brasil e no resto do mundo.
Ricky é conhecido também por seu lado ativista dos direitos humanos. Durante a entrevista, pediu aos políticos federais da Austrália que seguissem o exemplo da Nova Zelândia e dos parlamentares franceses que recentemente aprovaram leis que validam o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Martin disse que ficou tão tocado com as imagens alegres que se seguiram após a decisão na Nova Zelândia, quando a galeria pública parlamentar e os políticos explodiram em coro numa canção de amor em Maori [idioma austronésio, falado por nativos da Nova Zelândia e das Ilhas Cook, no Pacífico] que ele compartilhou o vídeo com seus 8,6 milhões de seguidores no Twitter. "Eu tive que twittar porque o amor prevaleceu. O amor conquista tudo", disse ele.

Aos 41 anos de idade, pai de gêmeos, o cantor se declara um homossexual feliz e esperançoso: 
Daqui a dez anos nós vamos rir disso tudo. A Justiça para todos é inevitável. Somos seres de amor e, infelizmente, por causa das diferentes regras e códigos que a igreja nos transmite, somos incitados a pensar e a dizer que a maneira como você se sente não é correta e te transforma em um depravado. Mas olhe o que está acontecendo em países como Argentina, Brasil, Uruguai e França nas últimas semanas... Nova Zelândia!... Vamos lá (Austrália).
Ricky diz também que o reconhecimento legal [do casamento gay] não tem a ver com fé nem sequer com religião, mas tem muito a ver com os direitos humanos. "Trata-se da oportunidade de olhar para meus filhos nos olhos e dizer: Este é o meu marido e esta é a nossa família. Trata-se de autoestima, de dignidade. É uma questão de respeito."

"Oh meu Deus, quando isso acontecer na Austrália, não importa aonde estarei, vou subir no primeiro avião e virei pra cá, comemorar com vocês", brinda o astro desde já.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.