Em maio de 2011, Rick Welts, um dos nomes mais expressivos do mercado esportivo do mundo, assumiu a homossexualidade em entrevista ao The New York Times. Se tornou então o primeiro grande executivo do ramo nos EUA a se declarar abertamente gay.

Atualmente presidente e diretor de operações da Golden State Warriors  [franchise da National Basketball Association -NBA], Welts recebeu de David Stern, executivo senior da Nike, a missão de divulgar e ajudar a maior empresa de artigos esportivos do mundo a encontrar o primeiro atleta assumidamente gay entre os maiores times esportivos dos EUA. O objetivo é torná-lo o mais novo garoto-propaganda da marca. "A Nike deixou claro, quer abraçar a causa", declarou por telefone ao site Bloomberg.

Segundo ainda o executivo, o atleta que entrar nessa se surpreenderá com as novas oportunidades que serão postas na mesa e não tanto com as que poderão lhe ser tiradas - referência a eventuais consequências negativas de atletas que assumiram.

Que força a Nike está dando para atletas gays assumirem! Vagas sobrarão nos armários dos estádios norte-americanos. Resta agora saber: quem será o primeiro, o  desbravador, o escolhido pela empresa? 

Um comentário:

  1. Amadores, isso vai ser um tiro no pé. Deve haver muitos homos, inclusive acionistas, por traz dessa decisão. O que eles ainda não entenderam é que silêncio ou tolerância não significam consentimento, e muito menos admiração. Se fosse uma escolha casual, tranquilo, mas como é proposital (para defender uma causa) vai impor ao consumidor a tarefa de optar.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.