A ex-apresentadora de programa infantil, ex-ummontedecoisa e atual evangélica/cantora gospel, Mara Maravilha, não foge à regra dos famosos que fazem declarações públicas acerca de temas polêmicos para depois afirmarem que estão sendo vítimas da imprensa.

Mara fez declarações bastante controversas sobre homossexualidade durante sua participação no programa 'Morning Show', transmitido na última segunda-feira (24/06) pela Rede TV! Defendeu a cura gay, o pastor Marco Feliciano e disse que ela e as demais pessoas que não aceitam a homossexualidade -- aberração, segundo ela -- estão sendo vítimas de preconceito.
Eu tenho orgulho de ser mulher, de ser hétero, né? Mas isso não quer dizer que estou ofendendo quem é homo [...] Têm muitos pais, muitas mães que não concordam com essa aberração...
Mara fez ainda provocações desnecessárias à cantora Daniela Mercury. Insinuou que o namoro de Daniela com a jornalista Malu Verçosa é um golpe midiático. Sem citar nomes, fez questão de frisar: "Para o bom entendedor, meia palavra basta".

Horas depois, a gospelita foi ao Instagram escrever um texto desprezível no qual afirmou, entre outras babaquices, que foi mal interpretada.

Dizer o que pensa é direito de cada um. O problema é falar o que pensa e depois dizer que não disse. Geralmente quando isso acontece, o intuito é jogar outra polêmica em cima da própria polêmica. Assim, a pessoa estende seu episódio midiático o máximo de tempo possível.


4 comentários:

  1. Com todo o respeito que as PUTAS merecem esta VACA é uma PUTA!

    ResponderExcluir
  2. Como gostam de se queimar usando a sexualidade como tema!Realmente quando chega esta fase é porque falta muita criatividade.#oremos por estes artistas que não sabem o que dizem.

    ResponderExcluir
  3. pois é, perdeu uma oportunidade de ficar calada...

    ResponderExcluir
  4. Ela tem todo o meu desprezo..aliás, nunca gostei mesmo! Vaca!!!

    beijos Junior

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.