No dia 18 de junho a proposta sobre 'cura gay' foi aprovada. 

O projeto de decreto legislativo, do deputado João Campos (PSDB-GO), tem a intenção de suspender dois trechos de resolução instituída em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia.

O primeiro trecho da resolução afirma que "os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades". O segundo determina que "os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica".

O projeto ainda tem estrada, ele seguirá para duas comissões antes de ir a plenário, mas a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) prometeu mobilizar o governo para evitar que a proposta avance no Congresso.

o deputado Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, não gostou e fez um alerta em tom de ameaça: "A ministra falar que vai colocar toda máquina do governo para impedir um projeto. Acho que ela está mexendo onde não devia, senhora ministra juízo, fale com a sua presidente porque o ano que vem é político".

A presidente Dilma não gosta de ameaça e não leva desaforo pra casa, mas será que Feliciano tem razão quando diz que ela vai engolir esse sapo por causa das eleições de 2014?

2 comentários:

  1. Maior vergonha essas autoridades Brasileira , e colocarem esse dejeto (marcos Feliciano) no poder dos direitos humanos. é prova que os politicos realmente estão tirando sarro "Zuando" com a cara do povo Brasileiros.
    Ele não foi tirado de lá porque o povo Brasileiro é um povo muito bonzinho (Otários) e aceita tudo.

    ResponderExcluir
  2. O descaso com os direitos humanos é tão grande que, uma presidente eleita democraticamente, e que jurou defender a Constituição, se cala perante os crimes de ódio de um deputado (racismo, homofobia e misoginia), enquanto este "ameaça" a laicidade do Estado com uma votação monstro de evangélicos no próximo pleito eleitoral.

    "Pode isso, Arnaldo?"

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.