Coluna Happening Around
Por Silvio Frazão

Eu tento me desassociar de campanhas eleitorais porque é um jogo sujo do qual os participantes tentam ganhar votos com promessas ou ideias extremistas. Na última semana, o procurador-geral do estado e candidato a governador da Virginia (EUA), Ken Cuccinelli (foto), tentou reintroduzir uma lei anti-sodomia que penaliza, com até três anos de prisão, a pessoa que for flagrada praticando sexo anal ou oral.

A lógica dele parece ser a de que todo apreciador de sexo anal e oral seria um pedófilo em potencial e pretende fazer dessa ideia o slogan de sua campanha, chamada de "Lei Antipredadora de Crianças". Cuccinelli, que é antigay, contrário ao aborto e à imigração, afirma que se uma pessoa do sexo masculino ou feminino submeter outra à conjunção carnal pelo ânus anus ou pela boca, deverá ser condenada à classe 6 dos crimes. A classe 6 estipula um minimo de seis meses e o máximo de três anos de prisão, além de uma multa de até 2.500.

O que Cuccinelli não explica é a relação entre os casais casados, apreciadores do sexo anal ou oral com seus respectivos cônjuges, e aqueles que ele chama de 'predadores sexuais de crianças". O Centro de Controle de Doenças revelou que 82 por cento dos homens e 80 por cento das mulheres, entre 15 a 44 anos, praticam sexo oral. Já uma pesquisa do Instituto Kinsey mostrou números ainda mais expressivos: quase 100% dos entrevistados admitiram praticar sexo vaginal e fazer ou receber sexo oral.

A lei foi derrubada pela Suprema Corte no inicio deste ano, principalmente para favorecer William Scott McDonald, condenado em 2005 a 47 anos porque solicitou uma adolescente de 17 anos a praticar sexo anal. A lei historicamente tem como alvo os homossexuais, mas tem sido utilizada também contra a atividade heterossexual.

Silvio Frazão
Sobre o autor:
Jornalista, 40, carioca de nascimento e californiano por opção. Aquariano que sonha com o com o Hugh Jackman, mas também com a felicidade de todos, independentemente de sexo ou religião. Fan page: facebook.com/silvio.f.costa

Um comentário:

  1. sempre existe uma besta imensa nestes países muito religiosos (vide Brasil, EUA, oriente médio...)

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.