Vladimir Putin é o presidente mais odiado do momento?


Vladimir Putin, 60, tem sido amplamente responsabilizado pela estabilidade política e progresso econômico da Rússia, pondo fim à crise dos anos 1990. Entre 1999 a 2013 ele foi duas vezes primeiro-ministro e desde 2012 ocupa o cargo da presidência da Rússia pela segunda vez. Desde a primeira gestão, o lucro real aumentou em fator 2.5, e os salários mais que triplicaram. O desemprego e a pobreza caíram em mais da metade e a satisfação de vida da população russa aumentou significantemente. Seu primeiro governo teve crescimento econômico em oito anos e um aumento de 72% no PIB.

Putin goza de considerável popularidade, com altas taxas de aprovação na Rússia. Por outro lado, várias de suas ações têm sido caracterizadas pela oposição como antidemocráticas. Observadores ocidentais e organizações também juntaram vozes para criticar seu governo. A classificação de 2011 do Índice de Democracia apontou a Rússia em "um longo processo de regressão graças à mudança de um governo híbrido para um regime autoritário" sob Putin. Os cabos diplomáticos vazados pelo WikiLeaks alegam que a Rússia se tornou um "Estado mafioso virtual", devido à corrupção sistemática no governo de Putin. Alguns críticos o descrevem como ditador, mas Putin nega incondicionalmente.

A seguir, seis protestos marcantes em diferentes países.


1 - dezembro 2011 - Milhares de pessoas em Moscovo protestaram contra a alegada fraude eleitoral no escrutínio de 4 de dezembro que deu vitória ao partido do primeiro-ministro Vladimir Putin. Nas ruas ouviu-se gritar “A Rússia sem Putin” ou “Novas eleições, novas eleições”.


2 - Julho de 2012 - Protesto em frente à Catedral Kazan, São Petersburgo - O artista russo Pyotr Pavlensky costurou os próprios lábios em apoio às integrantes da banda Pussy Riot no mesmo dia em que o tribunal rejeitou pedido de chamar o presidente Vladimir Putin e o líder da Igreja Russa Ortodoxa para depor no caso.


3 - 08 de julho 2013 - Amsterdã (Holanda) - Ativistas gays seguram cartaz com montagem de foto do presidente da Rússia, Vladimir Putin usando maquiagem. 


4 - 20 de julho de 2013 - Próximo ao consulado da Rússia em Frankfurt, na Alemanha. - Cartaz com o rosto de Putin com olhos e boca pintados.


5 - 31 de julho de 2013 -  Em frente ao consulado russo em Nova York (Foto: Mary Altaffer/AP) - Ativistas pelos direitos homossexuais derrubam vodca russa em protesto a lei que estigmatiza a comunidade gay e proíbe a distribuição de informações sobre homossexualidade para menores de idade

6 - Julho 2013 - Alemanha - A transformista e DJ Barbie Breakout costurou a própria boca em oposição ao governo de Vladimir Putin que insiste em oprimir qualquer manifestação favorável aos direitos LGBT. Tudo registrado no vídeo abaixo, publicado em seu canal do Youtube. 
Barbie suplica para “Não deixar calarem sua voz. Fale. Abra sua boca”. Mais tarde, em entrevista ao jornal alemão Die Welt, ela falou sobre seu estado físico após a autolesão: “Eu me machuquei muito mais na minha infância. Exceto uma pequena ferida no lado esquerdo do meu lábio superior, está tudo bem”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.