Velho conhecido dos norte-americanos, o polêmico pastor evangélico e apresentador de tevê, Pat Roberttson, 83 anos, fez um alerta durante o programa “The 700 Club”, da CBN, no mínimo desatinado: ativistas gays de São Francisco estariam espalhando o vírus causador da AIDS através de anéis especias. 

Segundo ele, os militantes da causa LGBT desenvolveram o acessório com um dispositivo que dispara automaticamente o HIV assim que a vítima cumprimenta o malfeitor com um aperto de mão.

Tamanha sandice pode ser explicada pela tentativa de o religioso desviar o foco da última acusação que 'enriquece' o seu currículo. Recentemente um documentário o delatou como explorador de minérios no Congo financiado com dinheiro arrecadado para ajuda humanitária. Ou então é caduquice mesmo.

O pastor foi alvo de chacota em vários programas de tevê e nas redes sociais.

Fonte: Huffpost

3 comentários:

  1. um palhaco mas infelizmente tem um programa diario na TV

    ResponderExcluir
  2. É... ainda bem que foi alvo de chacota em vários lugares. Gente BURRA não merece nem atenção... quando se fala de crente, é gente BURRA na certa!

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.